Warning: this is an htmlized version!
The original is across this link,
and the conversion rules are here.
% (find-angg "LATEX/2012-ata-rfm-dez.tex")
% (find-dn4ex "edrx08.sty")
% (find-angg ".emacs.templates" "s2008a")
% (defun c  () (interactive) (find-zsh "cd ~/LATEX/ && latex    2012-ata-rfm-dez.tex"))
% (defun cp () (interactive) (find-zsh "cd ~/LATEX/ && pdflatex 2012-ata-rfm-dez.tex"))
% (eev "cd ~/LATEX/ && Scp 2012-ata-rfm-dez.{dvi,pdf} edrx@angg.twu.net:slow_html/LATEX/")
% (defun d  () (interactive) (find-xdvipage   "~/LATEX/2012-ata-rfm-dez.dvi"))
% (defun dp () (interactive) (find-evincepage "~/LATEX/2012-ata-rfm-dez.pdf"))
% (find-dvipage "~/LATEX/2012-ata-rfm-dez.dvi")
% (find-pspage  "~/LATEX/2012-ata-rfm-dez.ps")
% (find-pspage  "~/LATEX/2012-ata-rfm-dez.pdf")
% (find-xpdfpage "~/LATEX/2012-ata-rfm-dez.pdf")
% (find-pspage  "~/LATEX/tmp.ps")
% (ee-cp "~/LATEX/2012-ata-rfm-dez.pdf" (ee-twupfile "LATEX/2012-ata-rfm-dez.pdf") 'over)
% (ee-cp "~/LATEX/2012-ata-rfm-dez.pdf" (ee-twusfile "LATEX/2012-ata-rfm-dez.pdf") 'over)
% (find-twusfile     "LATEX/" "2012-ata-rfm-dez")
% http://angg.twu.net/LATEX/2012-ata-rfm-dez.pdf

% (find-fline "/sda6/nikon/audio/")
% (code-audio "2012decrfm1" "/sda6/nikon/audio/121206_001_rfm.mp3")
% (code-audio "2012decrfm2" "/sda6/nikon/audio/121206_002_rfm.mp3")
% (eev-avadj-mode 1)
%
% (find-2012decrfm1)
% (find-2012decrfm2)

% «.showTs»			(to "showTs")
% «.detalhes-parecer-reginaldo»	(to "detalhes-parecer-reginaldo")
% «.projetos-de-monitoria»	(to "projetos-de-monitoria")
% «.condicoes-de-trabalho»	(to "condicoes-de-trabalho")
% «.espaco-alunos»		(to "espaco-alunos")
% «.espaco-microscopio»		(to "espaco-microscopio")
% «.calculo-0»			(to "calculo-0")
% «.representantes-conselhos»	(to "representantes-conselhos")
% «.regimento-ict»		(to "regimento-ict")
% «.pontos-que-faltam»		(to "pontos-que-faltam")
% «.confraternizacao»		(to "confraternizacao")
% «.corpo-da-ata»		(to "corpo-da-ata")

% [puro-uff-rfm: 1974] reunião do departamento de física e matemática
% Nomes dos pontos de pauta:
%   projeto de monitoria
%   consulta para escolha de representantes aos conselhos da UFF
%   vista ao projeto do regimento do colegiado de unidade
%   condições de trabalho no Polo
%   confraternização de fim de ano
%   
%   Aprovação do Parecer Conclusivo do Estágio Probatório do Prof. Reginaldo.
%   Aprovação das datas e distribuição de aulas do Cálculo Zero

\documentclass[12pt,a4paper,euler,beton]{ata} 
\usepackage[brazil]{babel}
\usepackage[latin1]{inputenc}
%\usepackage[utf8]{inputenc} 
\usepackage{amssymb}
\usepackage[T1]{fontenc}

\begin{document}

% «showTs» (to ".showTs")
% (find-kopkadaly4page (+ 12 600) "\\blacktriangleleft")
% (find-kopkadaly4text (+ 12 600) "\\blacktriangleleft")
\def\intriangles#1{$\blacktriangleleft$#1$\blacktriangleright$}
\def\dontshowTs{\def\T*##1{}}
\def    \showTs{\def\T*##1{\intriangles{##1}}}
    \dontshowTs
        \showTs

% Data da reunião.
\dia{06}
\mes{12}
\ano{2012}

% Tipo da reunião.
\deftiporeuniao{Ordinária}
% Advérbio correspondente ao tipo da reunião.
\deftiporeuniaoadv{ordinariamente}

% Cabeçalho com quebras de linhas manuais. 
% Basicamente sempre o mesmo.
% O comando \hoje gera a data (em numerais). 
\cabecalho{%
  Ata da Reunião \tiporeuniao{} do \\ 
  Departamento de Física e Matemática (RFM),\\
  do Instituto de Ciência e Tecnologia do PURO,\\
  Universidade Federal Fluminense\\
  realizada em \hoje%
}

% Quem presidiu a reunião (sem título).
\defpresidiu{Antonio Espósito Júnior}

% Cargo de quem presidiu a reunião.
\defcargopresidiu{chefe do RFM}

% Quem secretariou (sem título).
\defsecretariou{Eduardo Ochs}

% presentes:
%   andre
%   antonio
%   bel
%   eu
%   fabio
%   fnaufel
%   glailson
%   reginaldo
%   robson
%   romulo
%   saliby

% Lista de presentes. NÃO terminar com ponto.
\defpresentes{
\par Ana Isabel de Azevedo Spinola Dias, 
\par André Asevedo Nepomuceno, 
\par Antonio Espósito Júnior, 
\par Eduardo Nahum Ochs, 
\par Fábio Gonçalves, 
\par Fernando de Simoni,
\par Fernando Náufel do Amaral, 
\par Glailson Mattos, 
\par Reginaldo Demarque da Rocha,
\par Robson Brito Rodrigues,
\par e
\par Rômulo Rios Rosa
}

% Lista de ausentes justificados. NÃO terminar com ponto.
\defjustif{
\par Carlos Magno Silva da Conceição
\par e
\par Vanessa de Oliveira
}


% Lista de ausentes. NÃO terminar com ponto.
\defausentes{
  ...
}

% Detalhamento da pauta. Cada ponto é um ambiente da forma
%
%    \begin{ponto}{Nome do ponto}
%    
%      Corpo do ponto.
%    
%    \end{ponto}
%
% O nome do ponto não deve terminar com pontuação. O corpo sim.
% Quebras de linha e listas de itens podem ser inseridas à vontade,
% mas a ata inteira será diagramada como um único parágrafo.




% (find-2012decrfm1)
% 0:32 sugs pto pauta
% 0:37 aprov ata anterior, aprov p concl prof reg, proj monit 2013 e 2012.2,
% 0:50 espaco fisico plab, aprov distr aulas calculo 0, 
% 0:55 repr, vistas proc, confrat, assuntos gerais
% 1:23 aprov ata anterior
% 1:41 cal reunioes 2013

    \showTs
\dontshowTs

\begin{ponto}{Indicação de uma pessoa para secretariar a reunião}
  O~\prof Eduardo Ochs se ofereceu para secretariar a reunião.
\end{ponto}

\begin{ponto}{Aprovação da ata da reunião anterior}
\T*{1:50} A ata da reunião anterior foi aprovada por unanimidade.
% 1:58 ata aprovada
\end{ponto}

\begin{ponto}{Aprovação do Parecer Conclusivo de Estágio Probatório do
  \prof Reginaldo}

\T*{2:00} \T*{2:13} A \profa Ana Isabel circula entre os presentes
todos os pareceres de relatórios de estágio probatório do
\prof Reginaldo e \T*{2:35} lê em voz alta o terceiro e último
parecer e o parecer conclusivo. Os presentes votam e aprovam por
unanimidade o parecer conclusivo, favorável à aprovação do
estágio probatório do professor.

% «detalhes-parecer-reginaldo» (to ".detalhes-parecer-reginaldo")

% (find-fline "~/PURO/ict/antigas/")
% \T*{3:05} consideracoes da comissao
% \T*{3:31} produziu notas de aula, video-aulas
% \T*{3:40} proj pesquisa
% \T*{3:53} aertigo
% \T*{4:35} reunioes
% \T*{4:53} apresentou extenso relato
% \T*{5:38} e sugere
% \T*{6:14} e sugere sua aprovação pela plenária departamenttal.
% \T*{6:35} votação
% \T*{7:23} lembrei do stephane
% \T*{7:35} louvor - foi barrado
% \T*{8:05} teve que votar
% \T*{8:37} ataque de ciume

\T*{7:23} A \profa Ana Isabel lembra de quando a comissão de
avaliação sugeriu que o estágio probatório do \prof
Stéphane Soriano fosse aprovado com louvor e o \prof Moacyr se
opôs, e o colegiado teve que votar se o louvor seria mantido nos
documentos ou não.

% \T*{9:22} a única diferença é o tempo
% \T*{9:44} padua inaugurou sede propria
% \T*{9:50} antonio fala sobre o que vale a pena
% \T*{10:09} o maior louvor que eu vejo
% \T*{10:14} está onde se propôs estar

\T*{10:50} A \profa Ana Isabel comenta que no meio do último
relatório do \prof Reginaldo há um extenso relato sobre como foi
ser Coordenador de Monitoria, o que é muito útil, porque sem
estes relatos por escrito às vezes ficamos sem registro nenhum e a
história se perde; o relato detalha, por exemplo, como lidamos com
a perda da maior parte das vagas de monitoria e com a inexistência
de espaço físico para os monitores darem atendimento. A \profa
Ana Isabel ressalta que as pessoas nas coordenações e chefias
mudam mas as instituições continuam, sugere que todas as
comissões e coordenações passem a fazer relatórios deste
tipo pra ficarem armazenados na chefia, e propõe que o \prof
Reginaldo transforme este trecho do seu relatório num documento
separado.

% porque apesar de que o formato livre para relatórios de
% estágio probatório adotado no RFM encoraja

% \T*{10:50} faz um registro da comissao de monitoria
% \T*{11:24} sugere ficar armazenado na chefia
% \T*{11:28} nao ter sala pros monitores, ter perdido
% \T*{12:08} comunicacao `a nossa comunidade academica
% \T*{12:37} a gente passa mas a instituicao continua
% \T*{12:40} da' subsidios para o relatorio da chefia
% \T*{12:50} coisas uteis que ele fala
% \T*{13:13} antonio fala coisas inaudiveis
\end{ponto}


% «projetos-de-monitoria» (to ".projetos-de-monitoria")

% (find-2012decrfm1 "13:25")
% \T*{14:40} temos 13, pedir pra disciplinas que a gente nao pediu
% \T*{15:03} alguma que a gente não esteja lecionando?
% \T*{15:06} algumas ministradas por profs de outros departamentos
% \T*{15:34} eu pergunto sobre a regra
% \T*{15:57} analise combinatoria e estatistica
% \T*{16:25} voces tem 7 vagas
% \T*{16:47} tem que ser no formato - preencher platafrma
% \T*{17:48} avaliador implicou com o projeto de Lógica
% \T*{18:48} screenshot da tela ("espelho")
% \T*{19:28} Fábio - equaçÕes
%
\begin{ponto}{Projetos de monitoria 2013}

  \T*{13:25} O \prof Reginaldo lembra a todos que os projetos de
  monitoria devem ser submetidos até o dia 18/dezembro, e explica o
  problema que houve com os projetos de 2012. \T*{14:00} O RFM foi
  considerado um departamento novo, e aplicaram uma regra que concedia
  aos departamentos novos 30\% das vagas de monitoria que pedissem;
  submetemos 13 projetos, e daí recebemos 4 monitores. O \prof
  Reginaldo sugeriu que como não sabemos quais serão as novas
  regras para alocação de monitores pedíssemos monitores para
  todas as disciplinas que temos atualmente, e comentou que já
  temos 13 projetos prontos e o primeiro passo é dividí-los
  entre os professores pra que eles sejam adaptados e atualizados.
  \T*{15:57} Os presentes discutem o que fazer com as disciplinas que
  estão sendo ministradas por professores de outros departamentos e
  as optativas. Os professores Eduardo e Fernando Naufel observam que
  se a regra utilizada for algo simples, como conceder 50\% do
  número de pedidos, então os departamentos novos devem submeter
  todos os pedidos possíveis. \T*{16:47} O \prof Reginaldo explica
  como o preenchimento é feito no sistema e se compromete a mandar
  um modelo. \T*{17:48} O \prof Fernando Naufel observa que um pedido
  anterior de monitor para Lógica foi recusado com a alegação
  de que o projeto dava ao monitor uma atribuição que era do
  professor: fazer gabaritos de listas de exercícios. O \prof
  submeteu um recurso mostrando que o projeto de Matemática
  Discreta tinha exatamente a mesma proposta e tinha sido contemplado,
  e o avaliador respondeu que se o de Matemática Discreta tinha
  sido contemplado tinha havido um erro, porque ele não deveria ter
  sido. Os presentes decidem que todos revisarão todos os projetos
  na lista de e-mails do departamento pra tentar deixá-los os
  melhores possíveis.

\end{ponto}

% «condicoes-de-trabalho» (to ".condicoes-de-trabalho")

\begin{ponto}{Condições de trabalho no Polo}
\end{ponto}

% (find-2012decrfm1)

%  _____                                   _                       
% | ____|___ _ __   __ _  ___ ___     __ _| |_   _ _ __   ___  ___ 
% |  _| / __| '_ \ / _` |/ __/ _ \   / _` | | | | | '_ \ / _ \/ __|
% | |___\__ \ |_) | (_| | (_| (_) | | (_| | | |_| | | | | (_) \__ \
% |_____|___/ .__/ \__,_|\___\___/   \__,_|_|\__,_|_| |_|\___/|___/
%           |_|                                                    
% «espaco-alunos» (to ".espaco-alunos")

\begin{ponto}{Solicitação de espaço físico para alunos}
  \T*{20:08} O \prof Antonio fala da falta de espaço físico para
  os alunos, e lembra que o que podemos fazer por enquanto é deixar
  o problema registrado oficialmente, \T*{20:25} e que ele irá
  fazer uma solicitação por escrito nos próximos dias. O
  \prof Reginaldo conta que no ano anterior ele e Antonio procuram o
  Bazilio e explicaram que o atendimento de monitoria já era feito
  nos corredores, e propuseram que se formalizasse isto, \T*{20:42}
  pondo um quadro num espaço aberto, com uma mesa e cadeiras, pra
  pelo menos esse atendimento poder ser feito com um quadro e uma
  mesa. \T*{20:59} Isto demorou a ser implementado, mas acabou virando
  o espaço que temos agora embaixo da escada, com um quadro e uma
  mesa cercados por um monte de armários, e com uma lâmpada
  incandescente. A \profa Ana Isabel comenta que este espaço acabou
  ficando horrível, abafado, mal iluminado, e que logo depois da
  greve ele tinha ratos. \T*{21:20} O \prof Reginaldo conta que fez o
  seu doutorado na UFMG e todo corredor tem quadros, que são muito
  usados, por exemplo em encontros casuais com alunos ou quando as
  pessoas conversam enquanto tomam café. A \profa Ana Isabel
  observa que há vários lugares possíveis para quadros tanto
  no térreo quanto no segundo andar. Os presentes analisam porque o
  lugar atual do quadro embaixo da escada é tão hostil.
  \T*{22:06} A \profa Ana Isabel conta que quando a sua monitora se
  apresentou à turma ela tinha uma sala definida para atendimento,
  mas depois o Paulo Mariano teve que alocar aquela sala para algo
  mais importante, e quando numa outra aula a monitora veio dar o
  aviso de que a monitoria não tinha mais sala \T*{22:20} alguns
  alunos perguntaram se o atendimento não poderia ser no LLaRC. A
  \profa Ana Isabel respondeu que isto levantaria a questão de
  porque uma monitoria teria atendimento no LLaRC e outras não, e
  propôs que os alunos fizessem uma solicitação ao chefe de
  departmento para que isto fosse discutido, e avisa que esta
  solicitação deve chegar em algum momento. \T*{23:15} O \prof
  Eduardo sugere que se peça que a atual sala de monitoria entre os
  armários embaixo da escada seja mais oficializada e ganhe uma
  placa dizendo ``sala de monitoria'', para que possamos
  fotografá-la e divulgar a situação. \T*{23:35} Os presentes
  discutem o melhor modo de fotografar, e o \prof Antonio sugere que
  peçamos ao pessoal da comunicação pra \T*{23:40} divulgar
  isto no site do PURO ou no da UFF. O \prof Eduardo propõe um
  título pra notícia: ``o PURO agora tem uma sala de
  monitoria''. O \prof Antonio lembra que por enquanto a
  orientação dos monitores pelos professores é feita no
  LLaRC, mas a dos alunos pelo monitor não. \T*{24:00} O \prof
  Reginaldo levanta a questão de que procedimento para obter uma
  sala pode ser eficaz, porque aparentemente enviar comunicados
  deveria funcionar, mas parece que eles são ignorados, porque
  não há nenhuma resposta. \T*{24:22} O \prof Antonio diz que
  vai falar com a Secretaria Geral, com a Direção do Polo e com
  a Direção da Unidade.
\end{ponto}


%  __  __ _                                    _       
% |  \/  (_) ___ _ __ ___  ___  ___ ___  _ __ (_) ___  
% | |\/| | |/ __| '__/ _ \/ __|/ __/ _ \| '_ \| |/ _ \ 
% | |  | | | (__| | | (_) \__ \ (_| (_) | |_) | | (_) |
% |_|  |_|_|\___|_|  \___/|___/\___\___/| .__/|_|\___/ 
%                                       |_|            
% «espaco-microscopio» (to ".espaco-microscopio")
\begin{ponto}{Solicitação de espaço físico para a montagem do laboratório
    de microscopia de força atômica}

  \T*{25:22} \T*{25:30} O \prof André explica que o projeto do
  microscópio é um projeto de dois anos, e que os recursos dele
  serão recebidos em duas partes. \T*{25:40} Explica que já
  fizeram uma estimativa do espaço necessário, \T*{25:50} que
  é em torno de 20 metros quadrados, e que o ideal seria uma das
  salas de aula não-divididas do segundo andar fosse transformada
  em laboratório. Explica que o \prof Walter, que já estava
  pedindo um container, se ofereceu para pedir um módulo adicional
  para que o laboratório fosse montado lá - \T*{26:25} mas os
  containers vibram muito quando alguém anda neles e por isto o
  microscópio não seria usável se ficasse num deles;
  \T*{26:10} uma possibilidade seria uma das salas de alvenaria ser
  liberada para o laboratório do microscópio e as atividades
  dela serem transferidas para o container. \T*{26:34} O \prof
  André explica que haverá um reunião de colegiado do ICT na
  outra semana, e que planejou fazer uma carta detalhando o pedido e
  entregá-la na reunião. Os presentes discutem sobre o que falta
  para o prédio multiuso ficar disponível. \T*{26:50} Os
  professores Fernando Saliby e Ana Isabel comentam que a fase de
  acabamento, que demora muito, ainda está longe de começar, e
  estimam que ainda falte pelo menos um ano. \T*{27:30} O \prof
  Fernando Saliby comenta que agora fossas são proibidas em Rio das
  Ostras, o que pode forçar mudanças no projeto e causar mais
  demoras. \T*{27:50} O \prof Fernando Naufel observa que a primeira
  resposta que irão receber provavelmente será que não é
  possível obter uma sala pro microscópio, \T*{27:58} e a \profa
  Ana Isabel explica que quem faz um pedido não precisa
  necessariamente apresentá-lo com todos os detalhes e
  soluções, e uma finalidade de um pedido formal é
  simplesmente deixar aquele pedido registrado; pedir uma sala no
  prédio novo seria corresponde a se conformar em esperar um
  tempão. \T*{29:18} Sobre o novo container, o \prof Robson comenta
  que o reitor tinha se comprometido com o Walter, e com outras
  pessoas que tinham submetido projetos à FAPERJ em situações
  similares, a pagar os containers pros projetos como contrapartida
  caso seus projetos fossem aprovados. \T*{29:42} O \prof Fernando
  Naufel recomenda que o pedido ao ICT enfatize prazos, inclusive o da
  prestação de contas à FAPERJ com relatório de
  resultados, explique que é impossível alojar o microscópio
  num container, e mencione o compromisso que o reitor assumiu com o
  Walter. \T*{30:38} O \prof Reginaldo pergunta quão oficial é
  este compromisso do reitor. \T*{30:54} A \profa Ana Isabel recomenda
  que a sugestão de que a sala para o laboratório do
  microscópio seja a 4A ou a 5A seja feita verbalmente na
  reunião do ICT e não conste do texto do pedido. \T*{31:24} O
  \prof Fernando Naufel diz que a 4A talvez não seja ideal porque
  tem quadro de giz.

% \T*{31:57} o depto vai encaminhar a carta

\end{ponto}


%   ____      _            _          ___  
%  / ___|__ _| | ___ _   _| | ___    / _ \ 
% | |   / _` | |/ __| | | | |/ _ \  | | | |
% | |__| (_| | | (__| |_| | | (_) | | |_| |
%  \____\__,_|_|\___|\__,_|_|\___/   \___/ 
%                                          
% «calculo-0» (to ".calculo-0")

\dontshowTs
    \showTs

\begin{ponto}{Aprovação das datas e distribuição de aulas do Cálculo Zero}
\T*{32:06} antonio: prox ponto aprovacao das datas calculo 0
\T*{32:18} bel: horario da computacao / focar no aluno da comp, calouro
\T*{32:47} bel: pede direto pra secretaria
\T*{32:47} bel: pede direto pra secretaria
\T*{33:35} terca é otimo
\T*{34:10} distribuicao de professores
\T*{34:34} horarios na 3a de tarde
\T*{34:52} reg: pode ter dois horarios
\T*{35:30} bel: na 3a as 14:00 ela só pode coordenar
\T*{36:35} bel: ensino medio
\T*{37:10} romulo: analise combinatoria é só duas horas, tem que ter monitor
\T*{37:26} eu: dificil e importante, que nao queremos que seja dado superficialmente
\T*{38:48} bel: principalmente calouros, mas avisar todos
\T*{39:25} rom: experiencia como monitor (lista de inequacoes)
\T*{40:05} bel: fala das videoaulas do reginaldo
\T*{41:05} rom: dobrando o tempo de estudo
\T*{41:20} reg: dormir
\T*{41:58} reg: exp em sala de aula
\T*{42:23} reg: interessados
\T*{42:53} bel: calculo 0
\T*{43:07} bel: se tivesse essa aula teorica em video ja' ajudava
\T*{43:14} bel: fatoracao e' 7a serie
\T*{43:55} reg: no final por tudo num dvd
\T*{44:06} reg: ganha quando vier fazer a matricula
\T*{44:20} fna: projeto de ensino
\T*{44:42} rob: ta' dando aula durante a greve
\T*{44:50} fna: proj ensino
\T*{46:02} bel: ver a sala / 3as 16:00
\T*{46:25} bel: nao botei o nome - eu: tambem nao
\T*{47:47} estender pra fisica
\T*{48:10} fna: se a gente aprender a fazer legal
\T*{48:20} fna: romulo falou de material escrito
\T*{48:35} fna: romulo falou de material escrito
\end{ponto}

%   ____ _____ ____   ______ _   _ ____      ______ _   ___     __
%  / ___| ____|  _ \ / / ___| | | |  _ \    / / ___| | | \ \   / /
% | |   |  _| | |_) / / |   | | | | |_) |  / / |   | | | |\ \ / / 
% | |___| |___|  __/ /| |___| |_| |  _ <  / /| |___| |_| | \ V /  
%  \____|_____|_| /_/  \____|\___/|_| \_\/_/  \____|\___/   \_/   
%                                                                 
% «representantes-conselhos» (to ".representantes-conselhos")

\begin{ponto}{Consulta para escolha de representantes nos Conselhos da UFF}
\T*{48:34} O \prof Antonio explica que a minuta da
reestruturação dos polos do interior já está em andamento,
em forma final; o item que estabelecia uma estrutura especial para o
PURO foi derrubado, mas agora o representante do PURO no CUV, o \prof
Fontana,


\T*{48:44} ant: minuta da reetruturacao
\T*{49:00} ant: homogeneidade
\T*{49:10} ant: vista
\T*{49:50} ant: mandato por mais dois anos
\T*{50:07} ant: divergencias serias
\T*{50:30} ant: comissao eleitoral local
\T*{51:08} ant: chapa conjunta
\T*{51:50} ant: luis enrique
\T*{52:25} bel: importantissimo
\T*{52:38} bel: duque
\T*{52:50} bel: prof liberado das aulas / titular
\T*{53:03} bel: senao tiver alguem la' na reitoria
\T*{53:26} bel: fora de sala de aula por causa disso
\T*{53:30} bel: (profs que faziam tudo)
\T*{54:00} bel: interesse de quem esta' defendendo? pq nosso nao e'
\T*{54:08} bel: p ex aprovamos o regimento
\T*{54:16} bel: o cuv alterar e a gente nem ficar sabendo
\T*{54:24} bel: vista de processo para - mais um mandato
\T*{55:15} bel: dois anos de um cara dispensado de sala de aula
\T*{55:40} bel: so acontece o que a gente quer
\T*{55:45} bel: a profa flavia falou, em frente a comissao do polo
\T*{56:05} bel: argumentando a favor da proposta dela
\T*{56:20} bel: podem argumentar o que voces quiserem
\T*{56:35} bel: se nao estiver no CUV perde bastante força
\T*{57:00} fna: so' os professores votam
\T*{57:10} fna: funcionarios votam em bloco
\T*{57:24} fna: quinet
\T*{57:35} ant: titular e suplente pra curadores e CEP
\T*{57:42} bel: pedir ajuda de cada um pra conversar com outros profs
\T*{58:00} ant: fui abordado pela Marcelle pra comissao
\T*{58:10} ant: fontana logo atrás
\T*{58:21} ant: nao posso participar pq pretendo me candidatar
\T*{58:33} ant: arrumar alguem pra concorrer contra o Fontana
\T*{58:45} ant: hora de entrar na luta de novo
\T*{59:05} ant: da outra vez nao tinha ninguem contra ele
\T*{59:18} ant: nao deixar o fontana competir sozinho
\T*{59:25} rob: CUR, CEP
\T*{59:38} ant: no CUV é 1 repr por unidade
\T*{59:44} reg: mais facil / montar uma chapa
\T*{59:56} reg: prod cult vota com ele
\T*{1:00:26} eu: falei com adalberto
\T*{1:00:30} eu: tambem está muito assustado com fontana no CUV
\T*{1:00:40} eu: propos vir pra cá pra uma reunião com a gente
\T*{1:00:47} reg: repr só nosso
\T*{1:00:50} rom: regra antiga
\T*{1:00:50} bel: por isso pediu vista de processo / ainda n aprovado
\T*{1:01:10} eu: tou muito assustado
\T*{1:01:15} eu: nao consigo nem lembrar todos os absurdos pra contar
\T*{1:01:28} eu: nao podemos unificar, cada um t q encontrar o seu modo
\T*{1:01:35} eu: a bel consegue falar com todo mundo
\T*{1:01:38} eu: nao consigo falar com magno
\T*{1:01:50} eu: vamos parar de prestar atencao e tomar chope e ser felizes
\T*{1:01:58} eu: pra convencer tem que listar os argumentos
\T*{1:02:06} eu: o fontana seria um pessimo candidato
\T*{1:02:09} eu: atividade antes de todo mundo sair correndo
\T*{1:02:18} eu: o papel nao vai ser divulgado
\T*{1:02:24} eu: o que pode ser escrito? tem muita gente apatica no polo
\T*{1:02:30} eu: cada um dos lados tem 50\% da razao
\T*{1:02:34} eu: se estamos falando mal do Fontana somos os agressores
\T*{1:02:38} eu: certinho influencia veterano sabe tudo
\T*{1:02:53} fsa: magno
\T*{1:03:05} fsa: qualque coisa entre a gente esta muito carregada, cansa
\T*{1:03:24} fsa: tudo ficar brigando
\T*{1:03:28} fsa: acabei de chegar, ainda nem sei pelo que brigar
\T*{1:03:35} fsa: magini
\T*{1:03:40} fsa: magini sumiu, nao falou nada mais, maira e-mail pqp
\T*{1:04:10} fsa: tomar um chope, relxar
\T*{1:04:28} eu: nesse sentido eu tou ferrado
\T*{1:04:28} bel: frustracoes
\T*{1:04:55} bel: nao me arrependo / questoes eticas
\T*{1:05:00} bel: conversa com o Duque
\T*{1:05:07} bel: discordava de prof fora de sala de aula
\T*{1:05:07} bel: duque: eu tambem discordei de voces fazerem conc p quimica
\T*{1:05:15} bel: voces nao quiseram abrir um concurso pra quimica
\T*{1:05:22} bel: precisa de alguem de petroleo
\T*{1:05:26} bel: a nossa profa aprovada esta dando aula pra voces
\T*{1:05:30} bel: engenheiro pode dar aula de tudo? nao pensamos dessa forma
\T*{1:05:36} fsa: achei otimo
\T*{1:05:36} bel: foi dito claramente: nao queremos a mulher do Magini
\T*{1:05:45} bel: fechar a porta da universidade / nos abrir
\T*{1:05:58} bel: se ia passar ou se nao ia
\T*{1:06:00} bel: concurso de carta marcada
\T*{1:06:12} bel: concordo, nao tinhamos que ter feito o concurso, mas foi reacao
\T*{1:06:20} bel: lamentavel perder um colega
\T*{1:06:23} rom: eles deviam ter feito
\T*{1:06:30} bel: lamentavel como acabou
\T*{1:07:28} fsa: fiquei puto com o magini
\T*{1:07:44} fsa: devia ter se desculpado pela Maira
\T*{1:07:54} eu: po, eduardo, relaxa
\T*{1:08:12} eu: em que sentido relaxar vai resolver tudo
\T*{1:08:16} eu: nao relaxo desde que tenhp 5 anos de idade
\T*{1:08:23} eu: nao adianta eu tentar e ver que nao consigo relaxar
\T*{1:08:28} eu: melhor desistir e dizer que nunca vai ser a pessoa que esperam
\T*{1:08:32} eu: alguma proposta? tento usar panico e incomodo de modo produtivo
\T*{1:08:43} eu: mas tenho que partir do que consigo fazer
\T*{1:08:50} rob:
\T*{1:08:57} rob: se voce quer convencer recrutar, sua opiniao
\T*{1:09:14} rob: dando soco? relaxar nesse sentido
\T*{1:09:30} rob: muitas pessoas apaticas que a gente sabe que nao vao mudar
\T*{1:09:40} rob: repensar
\T*{1:09:42} eu: penso nisso o tempo todo e por isso nao tento conversar com todo mundo
\T*{1:09:53} eu: tento escrever os meus args / pess que nao entendo mostrem args dela
\T*{1:10:04} rob: contra-argumentos - conversar - impossivel? nao sei
\T*{1:10:23} eu: conversaria sobre o que? nao tenho como convencer o magno ou a flavia
\T*{1:10:36} rom:
\T*{1:10:54} rom: magno deixou claro que
\T*{1:11:07} rom: foi o presidente do concurso
\T*{1:11:28} rom: e-mail nao veio pra mim
\T*{1:11:38} rom: ele tocou no assunto comigo
\T*{1:12:03} rom: pro magno foi um banho de agua fria [foi muito dificil lidar com aquele e-mail]
\T*{1:12:17} fna: 
\T*{1:12:32} fna: e-mail de boas vindas
\T*{1:12:44} fna: magini atitude faltosa, pedido desculpa
\T*{1:12:58} fna: pegou os enderecos de algumas pessoas e enviou
\T*{1:13:10} fna: limite entre o pessoal e o prifissional
\T*{1:13:14} fna: cada um tem as suas limitacoes pessoais
\T*{1:13:34} fna: que hoje em dia me recuso a olhar pra elas - é pessoal
\T*{1:13:40} fna: nao importa se ela vem dizer que mudou de opiniao
\T*{1:14:12} fna: hora em que a gente sente necessidade de recuar
\T*{1:14:19} fna: nao vou mais no colegiado de unidade, foi horrivel, talvez ano que vem
\T*{1:14:26} fna: agenda do grupo
\T*{1:14:48} fna: fazer um rol das vitorias
\T*{1:14:58} fna: briga pelo regimento da unidade ainda nao acabou
\T*{1:15:08} fna: vaga pro concurso
\T*{1:15:15} reg: temos um professor a mais
\T*{1:15:20} fna: nosso grupo como subgrupo de uma iniciativa maior
\T*{1:15:32} fna: que foi pra niteroi e brecou a disposicao transitoria
\T*{1:15:48} fna: la eles sao incapazes de resolver sozinhos
\T*{1:15:55} fna: questoes suspensas sao decidas pelo cep em niteroi
\T*{1:16:06} bel: que retirasse
\T*{1:16:11} fna: a gente correu atras, juntou com a outra unidade
\T*{1:16:22} fna: fontana espumando
\T*{1:16:31} fna: garoto, isso nao acabou
\T*{1:16:44} fna: vamos ver quando isso chegar no CUV
\T*{1:16:54} fna: cada um tem que encontrar um equilibrio entre o individual
\T*{1:17:10} fna: ou mais diplomaticos
\T*{1:17:14} fna: certa: todos nos estamos incomodados
\T*{1:17:24} fna: cada um tem que achar a sua estrategia / nao perder visao do grupo / grupo maior
\T*{1:17:43} reg: 
\T*{1:18:00} reg: nao quer se estressar, e um direito que ele tem, tem que respeitar
\T*{1:18:08} reg: quando eu converso com ele
\T*{1:18:16} reg: tou nem aí se eles querem dar aulas
\T*{1:18:20} reg: a mim me incomoda / se metendo / ser conivente
\T*{1:18:50} reg: o magno é um cara muito simpático / nao se estressa
\T*{1:19:04} reg: pode ser um otimo cara pra convencer os outros
\T*{1:19:15} reg: muito contato com o pessoal da comp e engenharia
\T*{1:19:30} reg: discutir entre a gente é o pior caminho
\T*{1:20:04} and: divergencia vai ter em qualquer grupo
\T*{1:20:45} fab: no dia do concurso fui até parar na casa da Bel e do Fern
\T*{1:22:50} fna: dilema
\T*{1:23:20} fab: injusto, boas vindas é bacana
\T*{1:23:50} fab: me desconcentrei, tendencia a nao explodir
\T*{1:24:25} fab: de maneira bem formal
\T*{1:25:00} fab: equilibrio emocional
\T*{1:25:10} fab: pode até ser justo
\T*{1:25:20} fab: talvez o magno tenha tido a mesma reacao
\T*{1:25:26} fab: muito puto
\T*{1:25:35} fab: vibrando, desejando mal a uma candidata
\T*{1:26:13} fab: neutro, vantagens

% (find-2012decrfm1)
% Container
\T*{1:26:35} fsa: troca de container - adoro a minha mesa
\T*{1:27:08} fsa: me dou bem com o pessoal
\T*{1:27:25} fna: conversa mais com o duque
\T*{1:27:25} fab: acabei adotando como estrategia
\T*{1:28:00} fab: nao tou fazendo pra sacanear
\T*{1:28:43} bel: 
\T*{1:29:20} bel: a bel é uma histérica, fernando é X, eduardo é Y
\T*{1:29:30} bel: antonio já teve que ir trabalhar de barco
\T*{1:29:40} bel: o PURO é fichinha
\T*{1:29:48} bel: mas não tinha gente mau-caráter
\T*{1:29:55} bel: vi o Antônio ser humilhado pelos colegas
\T*{1:30:00} bel: pessoas dizem que a gente mente, conversam lá fora, negam decs coletivas
\T*{1:30:10} bel: vamos votar assim e danem-se vocês - é mau-caratismo
\T*{1:30:22} bel: gosto do container pq além da mesa e da divisória eu me dou bem com
\T*{1:30:30} bel: o duque é ótimo - ele é verdadeiro, e respeita
\T*{1:30:35} bel: a Bel consegue conversar com todo mundo
\T*{1:30:40} bel: discordo em 99\% mas me sinto respeitada
\T*{1:30:48} bel: não me sinto respeitada por vários outros
\T*{1:30:55} bel: fontana chamando duas pessoas de incompetentes e ninguém faz nada
\T*{1:31:02} fna: fizeram, votaram pra não constar essa fala em ata
\T*{1:31:08} bel: e pra constar a carta no processo
\T*{1:31:17} bel: nota de repudio
\T*{1:31:25} bel: votaram sem nem olhar pra nossa cara
\T*{1:31:42} bel: questao de ficar mais proximo - hesitei em sair pq divisorias

% ------------------------------------------------------------
% (find-2012decrfm2)

\T*{0:28} reg: quando eu era moleque
\T*{0:56} reg: ir mais nas reuniões
\T*{1:01} bel: aparte sobre espaço físico nosso
\T*{1:24} bel: temos uma coesão
\T*{1:34} bel: abordagem vanessa
\T*{2:17} bel: -> chefe de departamento
\T*{2:38} reg: e tentam convencer
\T*{3:15} reg: nas reuniões
\T*{3:28} reg: que a carta não seria incluída
\T*{3:36} reg: e na próxima votam que tudo bem
\T*{3:56} reg: como é que as pessoas conseguem ficar calmas
\T*{4:18} reg: praticamente sozinho no container
\T*{4:22} fsa: pessoas da engenharia que eu conheço
\T*{4:53} reg: quem não tá aqui todo dia
\T*{5:00} fsa: água e internet no Fundão
\T*{5:27} reg: uma coisa que a gente ganhou
\T*{5:46} bel: outro ganho
\T*{5:54} bel: comissão eleitoral
\T*{6:16} bel: lei federal
\T*{6:46} reg: outra comissão eleitoral
\T*{7:05} reg: quando só tinha um depto a gente votou que EP
\T*{7:15} reg: a comissão não acatou a decisão da reunião

% Reuniao sobre o Carrano
\T*{7:37} reg: reunião sobre o Carrano
\T*{8:18} reg: não vamos aprovar
\T*{8:25} reg: começaram a falar comigo
\T*{8:35} reg: há 4 meses
\T*{8:44} reg: abre um precedente
\T*{8:55} reg: se sente pressionado, entrelinhas
\T*{9:48} reg: foi quando o Alex falou
\T*{9:57} fna: ninguém tinha falado a favor ainda
\T*{10:16} reg: justiça - antes tava só com medo
\T*{10:43} reg: quer sair daqui, tem família lá
\T*{10:53} rom: tinha candidato na lista de espera

\T*{11:30} ant: essa é a grande procupação
\T*{12:20} reg: esboço de candidatos
\T*{12:45} ant: comissão eleitoral estab esquema de chapas
\T*{13:22} reg: quem tá fora do EP?
\T*{13:42} rob: ata diz aprovação homologada
\T*{13:51} bel: o processo voltou pra você dar ciência?
\T*{14:03} bel: meu processo de progressão
\T*{14:13} bel: até hoje eu não vi
\T*{14:25} bel: ela não tem
\T*{14:35} rob: o meu
\T*{14:43} rob: progressão sim, EP não
\T*{15:13}      conversar com luiz enrique e computação
\T*{16:00} rob: no meio do doutorado
\T*{16:16} fsa: converncer o Edwin
\T*{16:42} ant: a Cintia

\T*{16:55} bel: rodrigo
\T*{17:08} bel: cara de aluno
\T*{17:20} reg: na engenharia
\T*{17:43} reg: na computação
\T*{17:51} ant: do nosso grupo?
\T*{18:06} bel: CUR é orçamento e contas
\T*{18:30} rob: pode por meu nome
\T*{19:12} rob: pode por meu nome
\T*{19:24} rom: pra essas chapas não precisa
\T*{19:36} rom: ramiro perguntou se voces ja tem
\T*{19:43} rom: cep e cur chapa comum
\T*{20:00} reg: se ate la eu estiver fora do EP
\T*{20:10} eu: tou na comissao eleitoral
\T*{20:21} ant: estamos com tres nomes
\T*{20:30} reg: e se meu EP nao for aprovado ate la'?
\T*{20:41} bel: agilizar a ata
\T*{21:08} bel: ai comecou a guerra toda
\T*{21:47} bel: e a comissao da chefia, ja' foi publicada?
\end{ponto}

%  ____            _                      _          ___ ____ _____ 
% |  _ \ ___  __ _(_)_ __ ___   ___ _ __ | |_ ___   |_ _/ ___|_   _|
% | |_) / _ \/ _` | | '_ ` _ \ / _ \ '_ \| __/ _ \   | | |     | |  
% |  _ <  __/ (_| | | | | | | |  __/ | | | || (_) |  | | |___  | |  
% |_| \_\___|\__, |_|_| |_| |_|\___|_| |_|\__\___/  |___\____| |_|  
%            |___/                                                  
% «regimento-ict» (to ".regimento-ict")

\begin{ponto}{Vista ao projeto do regimento do colegiado de unidade}
\T*{22:01} ant: ultimo ponto: regimento
\T*{22:18} ant: tou olhando o processo aqui
\T*{22:26} ant: encaminhado em 12/abril
           amplamente discutido
\T*{23:12} bel: conta muito complicada
\T*{23:30} ant: prof neves defende
\T*{23:48} ant: 9 votos
\T*{24:08} ant: vai pro gabinete
\T*{24:16} ant: parecer do dia 21/maio
\T*{24:36} ant: CLN de acordo
\T*{24:44} ant: CAA
\T*{25:10} fna: formada por membros do cuv
\T*{25:26} ant: decisao do dia 21/7
\T*{25:30} ant: 30maio
\T*{25:40} reg: nao tem justificativa
\T*{25:45} ant: nem no parecer
\T*{25:50} fna: ninguem nem considerou a ideia de mandar de volta pra ca'
\T*{25:53} bel: quado eu falei com o ducky - ta' em contradicao
\T*{26:06} bel: se fosse na CLN
\T*{26:12} reg: passou pela CLN, a coisa mais séria
\T*{26:24} fna: nao fala os integrantes dessa camara
\T*{26:26} bel: e facil tem no site
\T*{26:30} ant: em seguida: ao instituto
\T*{26:46} ant: quando chega ao instituto qual é a sequencia
\T*{26:52} ant: ciente, em 2ago
\T*{27:07} ant: varias reunioes do col nao aconteceram desmarcadas
\T*{27:14} reg: ninguem falou nada
\T*{27:20} ant: unidade ciente
\T*{27:32} ant: faz alteracoes e anexa a nova versao
\T*{27:38} ant: ao gabinete para publicacao
\T*{27:40} ant: ninguem discutiu
\T*{27:45} fna: nem comunicado
\T*{27:54} ant: retornou a secr geral dos conselhos
\T*{28:03} bel: nao deu oportunidade
\T*{28:10} bel: uma decisao coletiva
\T*{28:16} ant: tendo em vista que ja foi enviado
\T*{28:24} ant: bem armado
\T*{28:35} ant: o cara disse que já tinha sido enviado
\T*{28:40} reg: já foi publicado / varios: pub direta
\T*{28:53} rom: data anterior a 2/ago? resp: maio
\T*{29:00} bel: sugiro que o depto faça uma mocao, carta
\T*{29:11} bel: da nossa discordancia
\T*{29:14} rom: da interferencia da CAA
\T*{29:16} bel: sem justificativa
\T*{29:24} bel: que prejudicou formtemente
\T*{29:27} bel: antes tinhamos asseguradas 3 vagas agora so' 1
\T*{29:37} rob: regimento alterado
\T*{29:42} bel: prejudicando o nosso depto e pass por cima
\T*{29:47} fna: abrir um processo administrativo
\T*{29:54} fna: pedir inquerito, sindicancia
\T*{30:00} fna: panos quentes e ai' parte pra justica comum
\T*{30:06} bel: como abre?
\T*{30:10} fna: e' o que esperam da gente
\T*{30:17} rob: e' a coisa mais grave
\T*{30:20} fna: bem documentada, mais flagrante
\T*{30:32} reg/rob: sem consentimento/sem conhecimento
\T*{30:44} reg: e' um prejuizo
\T*{30:50} reg: cafe com leite no colegiado
\T*{31:08} reg: carta -> providencia -> nao
\T*{31:21} reg: garantida a representatividade
\T*{31:32} reg: nao aceitar montar a chapa sem 3 (ou 4)
\T*{31:36} reg: se nao quiserem ficam ilegais
\T*{31:46} reg: colegiado menos viciado
\T*{31:54} bel: desde que a gente nao aceite menos de 3
\T*{32:13} reg: montam uma a gente monta outra
\T*{32:38} rom: voces e' que nao quiseram
\T*{32:57} fna: coragem de fazer coisas ilegais?
\T*{33:10} fna: comissao eleitoral viciada
\T*{33:12} bel: carta pro depto - se recusou
\T*{33:28} rom: reclamar do jeito que quiserem
\T*{33:31} bel: e perde
\T*{33:42} reg: comissao formada por pessoas da unidade
\T*{33:59} rom: qualquer depto pode fazer isto
\T*{34:10} reg: tem que ser fora do EP?
\T*{34:14} bel: provavelmente, é eleição - legalista
\T*{34:20} fna: mais um col pro tempore por mais 5 anos
\T*{34:24} rom: continuar regimento
\T*{34:28} reg: qual caminho vale mais a pena
\T*{34:40} rom: passaram a bola pra gente
\T*{34:54} rom: convida 1 da engenharia
\T*{35:07} eu: e se o magno?
\T*{35:25} reg: comprar briga com a gente
\T*{35:50} eu: me voluntario pra ir em reunioes do RIR
\T*{35:58} eu: podem ver se bate com que acontece com eles
\end{ponto}


% «pontos-que-faltam» (to ".pontos-que-faltam")
% \T*{36:03} ant: 6:03, e faltam pontos codicoes de trabalho, confrat, ass ger
% \T*{36:20} ant: privilegiar confrat
% \T*{36:24} fna: e nao temos falado de outra coisa
% 
% \T*{36:40} ant: como o cara consertou a bomba - sem os gatilhos
% \T*{36:53} ant: consumo de agua de 4000 litos, cisterna 30000
% \T*{37:08} ant: bomba engatilhada trabalhava horas sem ter o que puxar
% \T*{37:17} bel: cara ja' estava aqui
% \T*{37:20} bel: diretor falou que a obra era muito complicada
% \T*{37:30} ant: nao tem dinheiro mas compraram bomba nova
% \T*{37:46} ant: deixou um plano B
% \T*{37:57} fna: chamar prof univerisitario ou engenheiro
% 
% \T*{38:09} ant: reuniao do conpuro
% \T*{38:12} ant: 6 meses sem conpuro
% \T*{38:30} bel: nada pra discutir
% \T*{38:50} lucia: aula no auditorio
% \T*{39:00} ant: memorandos nao tem resposta
% \T*{39:10} bel: memorando solicitando lotacao
% \T*{39:20} bel: michelle, lotada aqui ou na unidade? no depto
% \T*{39:32} bel: meu chefe me avalia - faz sentido ramiro?
% \T*{39:40} bel: nossa secretaria
% \T*{39:45} bel: ela é avaliada por quem?
% 
% \T*{40:05} ant: reuniao de colegiado na proxima quinta
% \T*{40:25} ant: vai ter que constar em ata / se tiver
% \T*{40:33} reg: se nao enrolarem pra próxima reunião
% \T*{40:43} bel: se quiser que conste em ata tem que falar na hora
% \T*{40:50} bel: gostaria que a justificativa constasse em ata
% \T*{40:54} fna: sem ser em assuntos gerais
% \T*{40:58} bel: o que a gente ganha com a just estar em ata?
% \T*{41:03} bel/ant: mais um documento
% \T*{41:07} reg/ant: e na proxima reuniao
% 
% \T*{41:12} fna: contratar um advogado
% \T*{41:20} ant: se perguntando pq eu peguei isso
% \T*{41:26} eu: tirou copia?
% \T*{41:30} fna: eu,ant,edu fomos ao advog
% \T*{42:09} fna: 4 horas ouvindo o nosso relato
% \T*{43:00} fna: ele deixou claro que é muito dificil qst politica
% \T*{43:30} fna: detalhes tecnicos, acumular registros tecnicos
% \T*{43:42} fna: muito dificil ganhar um processo de assedio - cautela
% \T*{43:50} fna: univ federal
% \T*{44:35} fna: me prontifico
% \T*{44:55} fna: somos ingenuos, nao temos assessoria
% \T*{45:10} fna: parecer psicologico - se sente mal de comecar
% \T*{45:36} fna: inexperiencia, inseguranca e timidez
% \T*{45:46} fna: nao adianta esbravejar se a gte nao sabe como tecnicamente
% \T*{46:30} fna: particular
% \T*{46:46} fna: foi a reitoria e espremeu o sydnei
% \T*{47:15} fna: a reitoria tenta enrola'-lo mas
% \T*{47:34} fna: antes de ir pra justica comum tem que esgotas as instancias internas
% \T*{47:40} fna: se ofereceu pra ajudar nisso tambem
% \T*{47:40} bel: como começa um proc administrativo?
% \T*{48:05} fna: a univ tem uma assessoria juridica, mas nao
% \T*{48:10} bel: defende a reitoria
% \T*{48:12} eu: o adv do sindicato diz que nao esta' podendo abrir acoes contra deptos
% \T*{48:20} eu: nao é garantido que as instancias publicas disponiveis, gratuitas,
% \T*{48:24} eu: vao suprir todos os nossos sonhos de justiça
% \T*{48:32} ant: na eleicao - prova que o nosso repr no CUV nao defende nossas ideias
% \T*{48:52} bel: tira copia
% \T*{48:58} reg: fazer duas coisas
% \T*{49:10} reg: qual é o nosso objetivo?
% \T*{49:34} reg: nos desgatsmos tanto pra esse ganho?
% \T*{49:40} fna: eles vao ganhar uma advertencia verbal
% \T*{49:46} reg: nao processam a gente, so aquele do font com a carta,
% \T*{49:55} reg: manipular politicamente
% \T*{50:02} reg: destituir
% \T*{50:10} reg: mais eficiente que o advgado
% \T*{50:24} ant: pra quem vai se candidatar
% \T*{50:29} ant: quero ser um repr diferente
% \T*{50:35} ant: peça vistas
% \T*{50:38} ant: levar pra unidade pra voltar a discutir
% \T*{50:43} bel: levar pra frente
% \T*{50:51} bel: moa: entrem na justiça
% \T*{50:26} eu: comentario e perg; porque o deloco virou meu ídolo
% \T*{50:42} eu: abriu o leque
% \T*{50:58} eu: mais visibilidade
% \T*{52:10} eu: o que a gente tem contra contratar
% \T*{52:15} reg: esse ponto tambem
% \T*{52:25} and: contra
% \T*{52:50} ant: o que a gente quer / se o retorno for pequeno
% \T*{53:10} ant: muita coisa no campo politico
% \T*{53:38} ant: fatos concretos
% \T*{53:44} bel: mas não pagaria
% \T*{54:02} bel: contra contratar o advogado
% \T*{54:10} reg: isso pode pesar
% \T*{54:25} reg: vamos tentar ir, me proponho a ir também


%   ____             __           _                  _                          
%  / ___|___  _ __  / _|_ __ __ _| |_ ___ _ __ _ __ (_)______ _  ___ __ _  ___  
% | |   / _ \| '_ \| |_| '__/ _` | __/ _ \ '__| '_ \| |_  / _` |/ __/ _` |/ _ \ 
% | |__| (_) | | | |  _| | | (_| | ||  __/ |  | | | | |/ / (_| | (_| (_| | (_) |
%  \____\___/|_| |_|_| |_|  \__,_|\__\___|_|  |_| |_|_/___\__,_|\___\__,_|\___/ 
%                                                                               
% «confraternizacao» (to ".confraternizacao")

\begin{ponto}{Confraternização}
\T*{54:33} bel: confraternização
\T*{54:39} ant: dia 19; bel: clube ocupado
\T*{55:10} rom: vila olimpica desafiar decatlon
\T*{57:04} van: madeira e dois tijolos
\T*{57:28} fna: moradia estudantil
\T*{58:25} eu: podemos fazer qqer coisa, advs podem dar qqer parecer
\T*{59:00} reg: boteco em marileia
\T*{59:50} magno dá aula até as 20:00
\T*{1:00:50} fna: vanessa nao recebendo mensages
\T*{1:01:45} ant: copia da chave do container GP3
\T*{1:02:00} eu: podemos deixar garrafas d'agua lá dentro
\T*{1:02:20} fna: já houve invasão de container / grade de alumínio
\T*{1:02:41} fna: presa com rebite vagabundo
\T*{1:02:45} fna: na época não tinha alarme
\T*{1:03:05} rom: proposta de material de acesso livre
\T*{1:05:17} rom: tomar um texto base, comecar traducao
\T*{1:06:20} rom: a partir daí um texto pra alunos (sean mauch)
\T*{1:07:05} ant: 10/janeiro
\end{ponto}


% caltech sean mauch 
% http://www.its.caltech.edu/~sean/






% antigos
%\begin{ponto}{Informes}
%
%  \begin{enumerate}
%
%  \item Falta d'água: o~\prof Antonio informou que fez uma
%    reclamação formal, pelo sistema de solicitação de
%    serviços do PURO, sobre a~recorrente falta d'água
%    no~pólo. Foi convocado pessoalmente pelo funcionário Paulo
%    Mariano, que pediu que tais reclamações não fossem
%    postadas no sistema, mas sim trazidas a ele em pessoa.
%    O~funcionário explicou que, ao contrário do que acontecia
%    antes, quando a~prefeitura de Rio das Ostras supria a~água do
%    PURO, atualmente essa responsabilidade é da~UFF, mas o~pólo
%    não possui verba suficiente para arcar com a despesa. O~\prof
%    Náufel admirou-se de que um~fato de tamanha gravidade não
%    tenha sido informado pelas direções do~PURO à comunidade.
%
%  \item Aparelhos de ar-condicionado: o~\prof Antonio informou que
%    o~conserto dos aparelhos defeituosos já foi solicitado.
%
%  \item Papel~A$4$: o~\prof Glailson disse que há meses falta
%    papel~A$4$ no~PURO.
%
%  \item Marimbondos: ainda mantendo o~assunto da~falta de condições de
%    trabalho no~PURO, o~\prof Robson relatou que, no~semestre passado,
%    ministrou aulas em um~container no~qual havia uma casa de
%    marimbondos.
%
%  \item Princípio de incêndio em transformador: o~\prof Reginaldo
%    informou que, semanas atrás, viu fumaça saindo de um transformador
%    próximo ao~PURO; o~\prof Reginaldo alertou um~funcionário, que
%    respondeu que ``aquilo era normal''; pouco tempo depois,
%    o~transformador explodiu.
%
%  \item Falta de informações: A~\profa Ana Isabel observou que
%    as~pessoas que detêm o~poder no~PURO não aceitam
%    a~responsabilidade que acompanha tal poder; essas pessoas não
%    gostam quando há reclamações, e tampouco repassam informações para
%    a~comunidade.
%
%  \item Falecimento de aluno da Ciência da Computação: a~respeito
%    do~falecimento do~aluno Gustavo Pinheiro, a~\profa Ana Isabel
%    questionou por que o~RFM não foi informado a~tempo de que seus
%    integrantes pudessem ir ao~sepultamento; perguntou, ainda, por que
%    o~falecimento não foi divulgado a~tempo pelos canais oficiais de
%    comunicação do~PURO.
%
%  \item Reunião na~escola de~engenharia para chefes de~departamentos,
%    diretores de~unidades, e coordenadores de~cursos: o~\prof Antonio
%    informou que, na~mesma data desta reunião, estava ocorrendo
%    um~encontro de gestores acadêmicos na~UFF em~Niterói; o~memorando
%    da Divisão de Capacitação e Qualificação convidando para o evento
%    foi emitido em $7$~de~novembro, mas chegou ao~PURO somente no~dia
%    anterior ao~evento; ainda assim, o~RFM não foi oficialmente
%    comunicado. 
%
%  \item Estágio probatório do~\prof Robson: o~\prof Antonio informou
%    que o~processo de aprovação do~estágio probatório do~\prof Robson
%    já foi homologado.
%
%  \item Apresentação da~\profa Vanessa de~Oliveira: o~\prof Antonio
%    informou que a~\profa Vanessa entrou em exercício no~fim de
%    outubro, ingressando no~RFM para colaborar na~luta pela
%    consolidação do~PURO. O~\prof Antonio pediu desculpas por não ter
%    tido uma~antecedência maior para preparar uma~recepção para
%    a~professora, pois, semanas atrás, ao ser indagada sobre
%    o~processo de homologação do concurso no~qual a~\profa Vanessa foi
%    aprovada, a~Reitoria não foi capaz de prestar qualquer informação
%    a~respeito. A~\profa Vanessa assume, no semestre corrente,
%    a~disciplina de Bioestatística para o~curso de~Enfermagem e
%    a~disciplina de~Química para o~curso de~Engenharia de Produção.
%    Os~professores do~RFM deram as boas-vindas à~\profa Vanessa.
%
%  \item Gratificação para chefia: o~\prof Antonio informou que,
%    a~partir deste mês (novembro de $2013$), a~função de~chefe do~RFM
%    passa a~ser gratificada.
%
%  \end{enumerate}
%
%\end{ponto}
%
%
%\begin{ponto}{Afastamento do \prof André}
%
%  Tendo em vista a~necessidade de se ausentar no~período de
%  $10/12/2012$ a $14/12/2012$ para participar da~Conferência SILAFAE
%  $2012$ (\emph{IX Latin American Symposium on High Energy Physics}),
%  que será realizado em~São Paulo, capital, o~\prof André solicitou
%  afastamento das atividades didáticas nesse período. No~evento,
%  o~\prof André apresentará o~trabalho intitulado ``\emph{Search for
%    high-mass dilepton resonances decaying to dileptons with the ATLAS
%    detector}''. O~\prof André anexou à~solicitação comprovante de
%  inscrição na~conferência. A~plenária aprovou o afastamento por
%  unanimidade.
%
%\end{ponto}
%
%
%\begin{ponto}{Aprovação de ata}
%
%  A~plenária aprovou a~ata da~reunião ordinária de~$11$ de~outubro
%  de~$2012$ por~unanimidade.
%
%\end{ponto}
%
%
%\begin{ponto}{Vaga docente}
%
%  O~\prof Antonio informou que, segundo orientação da Reitoria, a~vaga
%  docente recebida no~mês passado pelo~RFM poderá ser preenchida
%  apenas por um(a) professor(a) da classe adjunto $40$~horas
%  em~dedicação exclusiva.
%
%  O~\prof Reginaldo comunicou o~interesse do~\prof Jefferson Nogueira,
%  da~UFJF, em~fazer parte do~corpo docente do~RFM. O~\prof Reginaldo
%  leu carta de~intenção enviada pelo \prof Jefferson para apreciação
%  da~plenária; no~entanto, como o~\prof Jefferson ainda não possui
%  o~título de doutor, não é possível que ele venha a preencher
%  esta~vaga no~futuro próximo. 
%
%  Em relação ao~déficit de~vagas docentes do~RFM, a~\profa Ana Isabel
%  observou que o~contrato de professor temporário do~\prof Glailson
%  pode, em teoria, ser renovado por mais um~semestre, a~partir
%  de~março de~$2013$. A~\profa Ana Isabel propôs, então, que o~RFM se
%  esforce para obter essa renovação. A~proposta foi aprovada por
%  unanimidade. 
%
%  Em~seguida, o~\prof Antonio comunicou o~interesse do~\prof Fábio
%  Freitas Ferreira, da~UFRRJ (Rural), em~fazer parte do~corpo docente
%  do~RFM através de processo de redistribuição. O~\prof Antonio leu
%  carta de~intenção enviada pelo \prof Fábio Ferreira para apreciação
%  da~plenária. O~\prof Reginaldo, então, propôs que o~RFM aceitasse
%  o~pedido de~redistribuição do \prof Fábio Ferreira, sendo tal
%  proposta aprovada pela plenária, com $7$~votos a~favor e
%  $3$~abstenções.
%
%\end{ponto}
%
%
%\begin{ponto}{Quadro de horários do período $2012.2$}
%
%  O~\prof Eduardo Ochs pediu que fosse alterado o~dia da~aula
%  de~Geometria Analítica alocada para as~segundas-feiras. A~plenária
%  acatou o~pedido, e~a~Chefia comprometeu-se a~informar o~novo dia e
%  horário da~disciplina. 
%
%  O~\prof Antonio relembrou a~intenção do~RFM de, em $2013$, oferecer
%  a~disciplina de~Cálculo~$0$ em caráter oficial, além de diversas
%  optativas de ementa variável (aprovadas na~última reunião ordinária
%  do~RFM). 
%
%  Por fim, o~\prof Antonio esclareceu que o~impacto da~saída do~\prof
%  Marcio Magini foi minimizado pelo fato de o~\prof Náufel ter
%  assumido as~duas turmas de Matemática Discreta (até o~período
%  passado, o~\prof Náufel vinha ministrando as~disciplinas de~Lógica e
%  de~Linguagens Formais e Teoria da Computação, que não estão sob
%  a~responsabilidade do~RFM).
%
%\end{ponto}
%
%
%\begin{ponto}{Avaliação do semestre letivo}
%
%  O~\prof Antonio propôs uma~discussão sobre o~semestre $2012.1$.
%  O~RFM participou ativamente da~greve docente deste ano, que teve
%  grande impacto sobre os~professores e sobre o~rendimento dos~alunos.
%
%  O~\prof Robson observou que a~greve e o~calendário de~reposição,
%  insuficiente, influenciou drasticamente o~andamento dos~seus cursos,
%  tornando impossível o~cumprimento dos programas. Pontuou, ainda, que
%  precisou ministrar várias aulas extra, inclusive durante a~Semana
%  Acadêmica. 
%
%  Os~demais professores do~RFM informaram que também precisaram lançar
%  mão dos~dias letivos da~Semana Acadêmica para tentar cumprir os
%  programas de~suas disciplinas.
%
%  Em~seguida, o~\prof Robson explicou que a~ementa de~Física~$2$
%  requer conhecimentos vistos em Cálculo~$4$ (e.g., integrais
%  de~superfície), mas os~alunos de~Ciência da Computação não cursam
%  Cálculo~$4$! O~\prof Reginaldo manifestou a~opinião de~que,
%  a~exemplo do~que ocorre com Física~$1$ (que só é vista no semestre
%  seguinte a~Cálculo~$1$), Física~$2$ deveria vir após Cálculo~$4$.
%
%  A~plenária sugeriu que o~\prof Robson elaborasse um~relatório sobre
%  o~problema e o encaminhasse à~Chefia do~RFM, com cópia para
%  a~coordenação do~curso.
%
%  A~\profa Ana Isabel relatou que sua turma de~alunos de~Computação
%  teve péssimos resultados, com apenas $4$~aprovações; observou que
%  o~desempenho da~turma já foi ruim na~primeira prova, antes da~greve,
%  demonstrando que não foi apenas a~greve a~causa dos~maus resultados.
%
%  O~\prof Rômulo observou que o~período de~ajustes extra, após o~fim
%  da~greve, permitiu que alunos cancelassem disciplinas, o~que pode
%  ter melhorado um~pouco a~média das~turmas.
%
%  O~\prof Eduardo disse que os~alunos de primeiro período não sabem
%  ler nem escrever matemática. A~\profa Ana Isabel manifestou
%  a~opinião de~que Cálculo~$0$ deveria ser obrigatória; caso
%  contrário, os~alunos param de~frequentar as~aulas.
%
%  O~\prof Antonio comunicou que sua~turma de~Geometria Analítica teve,
%  de~um~total de~$40$~alunos, apenas $3$~aprovados.
%
%  O~\prof Rômulo apontou a~precarização dos~ensinos básico e~médio.
%  Em~sua opinião, o~ENEM não afere o~conteúdo de matemática minimamente
%  adequado para iniciar a~graduação. No~interior, a~situação é mais
%  alarmante ainda, o~que aumenta a~necessidade de~Cálculo~$0$. 
%
%  O~\prof Eduardo disse que os~professores precisam escrever e
%  registrar suas~opiniões. Observou ainda que a~comunicação com
%  os~alunos dos~cursos de~Enfermagem e de~Serviço Social é possível
%  em~diversos níveis; em~contrapartida, muitos alunos da~Computação
%  não se importam com nada.
%
%  Encerrando, o~\prof Antonio disse que esta~avaliação precisa ser
%  mais sistêmica, e que, apesar de~ser malvisto pelos outros grupos
%  do~ICT, o~RFM precisa continuar se~preocupando com ética e
%  qualidade.
%
%\end{ponto}
%
%
%\begin{ponto}{Consulta pública para escolha de chefe e subchefe do RFM}
%
%  O~\prof Antonio disse que, em~conversa informal, a~representante
%  do~SINTUFF no~PURO comunicou a~ele que ``nenhum funcionário do~pólo
%  está interessado em~participar da~comissão eleitoral local
%  para~consulta pública para escolha de~chefe e subchefe do~RFM''.
%  A~plenária do~RFM sugeriu que o~\prof Antonio obtenha tal posição do
%  SINTUFF por escrito, para que o~RFM possa tomar as~providências
%  cabíveis.
%
%  A~\profa Vanessa e o~\prof Robson são os representantes docentes
%  indicados para essa comissão eleitoral.
%
%\end{ponto}
%
%
%\begin{ponto}{Assuntos gerais}
%
%  \begin{enumerate}
%
%  \item Vaga do~\prof Marcio Magini: o~\prof Antonio informou que
%    a~redistribuição do \prof Magini foi publicada em Diário Oficial,
%    e que a~CPPD apontou o~prazo de $1$~ano para preenchimento da~vaga
%    recebida pelo~RFM.
%
%  \item Vaga do~\prof Jones: a~\profa Ana Isabel relatou a~situação
%    do~\prof Jones Colombo, que, aparentemente por um~erro
%    operacional, continua lotado no~antigo RCT, departamento que todos
%    acreditavam estar extinto. Há~anos o~\prof Jones está em exercício
%    no~GAN, em~Niterói, e, findo seu~período de~estágio probatório,
%    decidiu requerer sua~remoção definitiva para o~GAN, mas foi
%    informado, pela~Reitoria, de~que sua~remoção precisa ser aprovada
%    pelo departamento de~origem (o~RCT, que, na~prática, já foi
%    dissolvido). A~\profa Ana Isabel sugeriu que o~assunto fosse
%    levado à~direção do~ICT, para que esta cuide dos trâmites
%    necessários à~remoção do~\prof Jones.
%
%  \item Uso do LLaRC: o~\prof Antonio explicou que os~professores
%    do~RFM devem preencher um~calendário \emph{online} para reservar
%    horários na~sala do~LLaRC para desenvolver seus~projetos.
%
%  \item Confraternização de~fim de~ano: o~\prof Antonio propôs
%    um~encontro; a~\profa Ana Isabel sugeriu um~churrasco no~Clube
%    Comary, em~Rio das~Ostras, em $19$ de~dezembro, às~$16$h.
%    A~plenária aceitou a~sugestão.
%
%  \end{enumerate}
%
%\end{ponto}


%   ____                             _               _        
%  / ___|___  _ __ _ __   ___     __| | __ _    __ _| |_ __ _ 
% | |   / _ \| '__| '_ \ / _ \   / _` |/ _` |  / _` | __/ _` |
% | |__| (_) | |  | |_) | (_) | | (_| | (_| | | (_| | || (_| |
%  \____\___/|_|  | .__/ \___/   \__,_|\__,_|  \__,_|\__\__,_|
%                 |_|                                         
% «corpo-da-ata» (to ".corpo-da-ata")

%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%
%
% Corpo da ata. Basicamente sempre o mesmo. Verificar se a pauta foi
% aprovada por unanimidade. Se não houver faltantes, eliminar a(s)
% linha(s) correspondente(s).

\hojeporextenso, reuniram-se \tiporeuniaoadv{} os professores do
Departamento de Física e Matemática (RFM) do Instituto de Ciência e
Tecnologia do PURO/Universidade Federal Fluminense.
%
Compareceram os professores \presentes. 
%
Justificaram ausência os professores \justificados.
%
%Faltaram os professores \ausentes.
%
Abrindo a reunião, o \prof \presidiu, \cargopresidiu, apresentou a
seguinte proposta de pauta, que foi aprovada por unanimidade pela
plenária:
%
\pauta
%
A reunião se desenvolveu conforme se segue:
% 
\desenvolvimento
% 
Não havendo mais a tratar, a reunião foi encerrada, da qual eu,
\secretariou, lavrei a presente ata, que vai assinada por mim e pelo
chefe do departamento.
%
\end{document}



\documentclass[oneside]{book}
\usepackage[latin1]{inputenc}
\usepackage{edrx08}       % (find-dn4ex "edrx08.sty")
%L process "edrx08.sty"  -- (find-dn4ex "edrx08.sty")
\input edrxheadfoot.tex   % (find-dn4ex "edrxheadfoot.tex")
\begin{document}


% (find-fline "/tmp/ata-2012-11-13-ordinaria.tex")
% (find-pdf-text "/tmp/ata-2012-11-13-ordinaria.pdf")
% presentes:
%   andre
%   bel
%   fnaufel
%   eu
%   romulo
%   reginaldo
%   robson
%   glailson
%   saliby
%   fabio
%   antonio
% 
% 16:26:51 -5:20 : inicio
% 16:28:50 votacao com uma abstencao (do initeressado - reginaldo)
% 16:35:08 projeto de monitoria




% http://www.johnkay.com/2013/01/23/the-limits-of-what-money-can-buy



\end{document}

% Local Variables:
% coding:           raw-text-unix
% ee-anchor-format: "«%s»"
% End: