Warning: this is an htmlized version!
The original is across this link,
and the conversion rules are here.
#######
#
# E-scripts e notas sobre a palestra do Dia-D
#
# Note 1: use the eev command (defined in eev.el) and the
# ee alias (in my .zshrc) to execute parts of this file.
# Executing this file as a whole makes no sense.
#
# Note 2: be VERY careful and make sure you understand what
# you're doing.
#
# Note 3: If you use a shell other than zsh things like |&
# and the for loops may not work.
#
# Note 4: I always run as root.
#
# Note 5: some parts are too old and don't work anymore. Some
# never worked.
#
# Note 6: the definitions for the find-xxxfile commands are on my
# .emacs.
#
# Note 7: if you see a strange command check my .zshrc -- it may
# be defined there as a function or an alias.
#
# Note 8: the sections without dates are always older than the
# sections with dates.
#
# This file is at <http://angg.twu.net/e/04dia-d.e>
#           or at <http://angg.twu.net/e/04dia-d.e.html>.
#        See also <http://angg.twu.net/emacs.html>,
#                 <http://angg.twu.net/.emacs[.html]>,
#                 <http://angg.twu.net/.zshrc[.html]>,
#                 <http://angg.twu.net/escripts.html>,
#             and <http://angg.twu.net/>.
#
#######




debian-talks


1) Creative Commons
2) Liberdade em outras áreas
   * conhecimentos tecnicos (e.g., medicina, quimica, marcenaria): com
     o tempo tecnicas sao melhoradas e simplificadas
   * nao faz sentido restringir a divulgacao dessas tecnicas
   * medicamentos genericos
   * direitos autorais, bibliotecas
3) SL
   * Unix:
     * muitas pequenas ferramentas, simples, melhoraveis, substituiveis
     * ideias que se tornam mais simples com o tempo
     * comunidade - voce se ve cercado de "contribuicoes", e e'
       natural contribuir
     * surgiu e se desenvolveu nao-comercialmente - a ideia de que
       software so' surge via investimentos comerciais e' falsa
     * nada e' uma caixa preta - programa ilegiveis nao sao
       consertaveis ou previsiveis, e acabam sendo substituidos
4) Debian
   * fiel ao espirito de comunidade - tem regras (DFSG) que proibem
     comportamento anti-social [reescrever isso!]
   * qualidade: cada desenvolvedor toma conta de uns poucos pacotes
     com os quais tem muita intimidade
   * acessibilidade: facil instalar e desinstalar novos pacotes
   * facil explorar: facil instalar pacotes-fonte, roda-los
     passo-a-passo, modifica-los
   * qualquer um tem acesso a tudo que e' necessario para usar e
     modificar o sistema - nao e' necessario nem ter acesso a livros
     com licencas nao-livres
5) Debate







*** You have joined channel #debian-rj
*** Users on #debian-rj: edrx2 savio_R edrx 
*** #debian-rj modes: +n
*** #debian-rj was created on Friday 2004/07/16 13:21:52
*** #debian-rj: [freenode-info] why register and identify?  your IRC nick is
    how people know you.  http://freenode.net/faq.shtml#nicksetup
<edrx2> oi
<edrx2> problema de firewall, parece
ERC> /join #debian-br
<savio_R> Putz...
<edrx2> voce pode me mandar por mail? e' pequeno, nao e'?
<edrx2> edrx@mat.puc-rio.br
<savio_R> já estou mandando...
<edrx2> tomara que a minha conta da puc aceite mails desse tamanho
<savio_R> Estou mandando...
<savio_R> O troço tem quase 1Mb
<savio_R> Putz, está em 20% ainda...
<savio_R> Vamos ao que interessa...
<edrx> ta'
<savio_R> Este filme enfoca a questão do Copyright. É bem didático.
<edrx> eu vi ele ha' muito tempo atras
<edrx> mas se as pessoas acham que informacao e' so' pra ser consumida, i.e.,
       que elas nunca sao produtoras de informacao
<savio_R> Poderíamos começar por ele, que é bem atual (ano passado) e começar
	  a retroceder no tempo...
<edrx> isso e' uma boa ideia
<edrx> alias, otima ideia
<edrx> eu devo poder dar uma boa nocao de como e' que as coisas eram no inicio
<edrx> surgimento do unix, etc
<savio_R> Hummm...
<edrx> sabe o que me ocorreu? que a gente fala em software livre e informacao
       livre e as pessoas pensam em programas de graca e troca de mp3 pela
       internet
<savio_R> Ôpa! acertou na mosca!
<savio_R> temos que deixar claro o que é de graça...
<edrx> talvez a gente possa enfatizar um outro ponto de vista, que e' o modo
       academico de divulgar informacao - artigos, credito aos primeiros
       descobridores, um esquema nao comercial, etc
<edrx> tem uma mencao em algum texto da gnu, vou tentar descobrir qual e', do
       que aconteceu num laboratorio de biologia que uns pesquisadores
       japoneses tinham instalado numa ilha do pacifico antes da segunda
       guerra
<savio_R> Também é legal...
<edrx> veio a guerra e eles tiveram que abandonar o laboratorio... ai' o que
       eles fizeram? deixaram tudo arrumadinho pra quem quer que viesse
       depois, com um bilhete sobre isso
<savio_R> Então podíamos atacar em várias frentes: SL, Medicamentos genéricos,
	  Meio acadêmico, Direito autoral livre...
<edrx> isso!
<edrx> boa lembranca, essa dos genericos
<edrx> perai, vai escrevendo, vou pegar mais bolo e volto num instante :)
<edrx> o swf chegou na puc, tou baixando ele pra ca'
<savio_R> Legal...
<savio_R> Depois mostrarmos que esta é uma discussão em vários lugares e com
	  diferentes abordagens. Entramos em Unix, depois Linux e finalmente
	  Debian. Ufa!
<edrx> outra coisa que me ocorreu - tem muitas situacoes em que os autores
       querem que o trabalho deles seja divulgado
<edrx> fanzines, por exemplo
<edrx> pessoas gastavam dezenas de horas fazendo seus fanzines e depois
       vendiam alguns, ganhando uma grana que pagava o material mas nao o
       tempo
<edrx> a gente e' ensinado que software so' se desenvolve com investimento
       comercial
<edrx> e o movimento do software livre tai' pra mostrar que nao
<edrx> putz
<edrx> agora lembrei de mais uma coisa que eu gostaria de mostrar...
<savio_R> Essa questão do dinheiro, não sei como abordar.
<edrx> tem alguns tipos de pesquisa em que voce gasta meses ou anos procurando
       uma solucao que e' a melhor e mais simples
<edrx> e o resultado e algo que cabe em poucas paginas, e' clarissimo e depois
       que voce ve aquilo fica totalmente obvio
<edrx> muitos algoritmos sao assim
<savio_R> Veja esta página: http://www.async.com.br/~kiko/FISL2003/babel/
<edrx> e varias linguagens de programacao foram evoluindo pra se tornarem mais
       simples, nao mais complicadas
<savio_R> Acho que aí nos desviaremos...
<savio_R> Viu a página?
<edrx2> talvez... mas talvez de pra mencionar isso pra mostrar que em muitos
	casos a melhor ferramenta ou solucao e' algo intrinsicamente
	nao-comercial
<edrx2> tou vendo
<savio_R> Aí mostra que o SL tem dono e como se constroi o troço...
<savio_R> Baseado nele podemos entrar no assunto Debian...
<savio_R> Ficaria assim:
<savio_R> 1) Creative Commons
<savio_R> 2) Liberdade em outras áreas
<savio_R> 3) SL
<savio_R> 4) Debian
<savio_R> 5) Debate
<savio_R> Que acha?
<edrx2> gostei
<edrx2> sobre SL ter dono
<edrx2> muitas vezes ele tem dono por uma exigencia legal - se nao tiver autor
	ninguem pode defende-lo
<edrx2> (pense no departamento legal da GNU, e na exigencia deles de que a
	copyright seja passada pra GNU - apesar de o "authorship" continua
	sendo do autor)
<edrx2> mas de qualquer modo tem um assunto que a gente ainda nao comecou a
	abordar
<edrx2> o que que a gente vai falar do debian? :)
<edrx2> ah, olha essa citacao aqui:
<edrx2> Mike Perry relates a story about Chuck's CAD system which ran
<edrx2> on the board whose design it had been written for.  Chuck
<edrx2> showed Mike that he had written the core of the CAD application
<edrx2> in about five lines of code.  When Mike asked him how long it
<edrx2> had taken, he replied, "Oh, about two years."
<edrx2>  .
<savio_R> Não entendi... Dá para contextualizar a citação?
<edrx2> pode parecer que eu estou sendo muito dispersivo mas eu tou procurando
	alguns pouquinhos itens que a gente possa usar pra falar de liberdade
	em software e em outras areas...
<edrx2> sim
<edrx2> os computadores e softwares que a gente ve por ai dominando o mercado
	estao se tornando cada vez mais complicados e ineficientes
<edrx2> as maquinas se tornam 10x mais rapidas e um editor de texto se torna
	2x mais rapido (pense em word pra windows)
<edrx2> mas tem uma galera que ta' puta da vida com isso ha' anos
<edrx2> um pessoal que trabalha com uma linguagem de programacao chamada Forth
<edrx2> eu ja' vi implementacoes de Forth feitas em 2kbytes ou menos
<edrx2> e Forth e' tao extensivel que voce implementa algoritmos super
	otimizados bem facilmente, etc etc etc
<savio_R> Ainda não entendi o contexto do CAD acima... Explique melhor
<edrx2> o Chuck Moore, que e' o cara mencionado acima
<edrx2> e' o autor (ou "descobridor") do Forth
<edrx2> e ele tem essa obcessao por simplicidade e eficiencia
<edrx2> desde a decada de 80 ele vem fazendo processadores cujo instruction
	set e' baseado em Forth
<edrx2> os ultimos tem cerca de 16000 transistores (um pentium tem, sei la, 2
	milhoes) e sao riiculamente rapidos
<edrx2> ele desenvolve esses chips num CAD de chips que ele proprio escreveu
<edrx2> esse CAD dele deve ter, se la', 25kbytes de codigo
<edrx2> e pelo visto o nucleo do CAD foi encolhendo com o tempo
<edrx2> ate' chegar a 5 linhas de codigo
<edrx2> e' isso
<edrx2> mas eu estou ciente de que pra mostrar uma citacao dessas eu teria que
	dar um contexto claro, e mostrar como `as vezes o mesmo problema
	admite uma solucao simples e elegante e uma solucao porca e bloated
<edrx2> hm
<edrx2> se bem que o espirito do unix e' esse
<edrx2> um monte de ferramentas basicas, faceis de usar em conjunto (pense em
	pipes de shell)
<edrx2> e as vezes as ferramentas sao debugadas ou trocadas pro outras
	melhores
<edrx2> hm
<savio_R> Estou achando teu discurso muito para iniciados...
<edrx2> conhecimento cientifico e' intrinsicamente nao-comercial, bom software
	tambem...
<edrx2> talvez voce tenha razao
<savio_R> Que tal falar do Unix assim: Unix é modular portanto permite ser
	  feito por várias pessoas e portanto poderá ser livre?
<edrx2> eu gostaria de poder mostrar porque e' que algumas pessoas se empolgam
	tanto por programacao e porque e' que pra elas e' um prazer entender
	as ferramentas que ja' existem e melhora-las, e criar outras
<edrx2> nao e' so' uma questao de "pode ser livre"
<edrx2> existe uma nocao de comunidade - voce comeca a usar unix e voce ve que
	ja' existe uma comunidade, em que muita gente contribuiu - quem
	contribuiu ganhou o respeito e o carinho dos demais
<edrx2> passa a ser natural contribuir
<edrx2> e meio sociopatico nao contribuir
<edrx2> voce acha que eu tou viajando demais?
<savio_R> É por aí... Ligar: Unix e conhecimento coletivo.
<edrx2> eu sei que eu ainda tou um pouco longe de poder expor isso bem em 5
	minutos...
<savio_R> Sinceridade: longe pá_caralho...
<savio_R> Já abri um documento para anotar nossas idéias.
<edrx2> nao sei se tao longe assim... acho que com algumas horas em cima
	dessas ideias eu consigo compactar algumas das ideias principais bem
	em uns 3 slides
<savio_R> Você concordou com a estrutura da coisa?
<edrx2> o meu orientador uma vez me disse uma coisa que eu achei batatissima
<edrx2> sim, a estrutura ta' otima
<edrx2> que e' muito mais dificil preparar uma apresentacao de 15 minutos do
	que uma de 45
<savio_R> Então anota aí:
<edrx2> manda
<savio_R> 1) Creative Commons
<savio_R> 2) Liberdade em outras áreas
<savio_R> 3) SL
<savio_R> 4) Debian
<savio_R> 5) Debate
<savio_R> Item 1 - resolvido, a menos que o auditório não tenha datashow.
	  Beleza?
<edrx2> isso a gente ja' tem (eu vou salvar o log todo da conversa)
<edrx2> beleza
<edrx2> de novo: como e' que a gente vai caracterizar o debian? (item 4)
<savio_R> Item 2 - muito genérico. Qualquer coisa que agente falar está bom. É
	  só citar que existe isso em outros lugares.
<savio_R> Beleza?
<edrx2> como uma ponte entre a ideia de desenvolvimento comunitario e
	usabilidade?
<edrx2> tudo bem, mas eu tou a fim de dar uma caprichada nesse item 2
<savio_R> Usabilidade????
<savio_R> Não entendi...
<edrx2> no sentido de que os pacotes sao facilmente acessiveis, faceis de
	instalar em conjunto, o sistema e' funcional, a organizacao social e'
	bem azeitada, etc
<edrx2> "usabilidade" foi uma palavra ruim
<savio_R> Não é bem isso que estou pensando...
<savio_R> Quero politizar a questão do SL através do item 2. O que acha?
<edrx2> ah, entao o item 3 e' uma visao mais tecnica, e a parte politica vai
	pro item 2?
<edrx2> ok
<savio_R> Isso que pensei...
<savio_R> Concorda?
<edrx2> sim
<savio_R> Item 2, resolvido?
<edrx2> so' uma curiosidade... voce esta' fazendo outras coisas ao mesmo
	tempo? :)
<edrx2> sim
<savio_R> sim
<edrx2> achei que eu talvez estivesse perdendo 90% do que voce estava
	pensando, ja' que voce estava mandando msgs tao devagar :)
<savio_R> Ôpa! Não é por causa disto não...
<savio_R> Eu sou "catamilhógrafo"...
<edrx2> :)
<edrx2> eu bato quase so' com os indicadores, mas muito rapido
<savio_R> Item 3 - agora a porca torce o rabo...
<savio_R> Eu digito com todos mas não tão rápido...
<edrx2> tou tentando escrever uns versao com subitens...
<savio_R> 3) abordaremos a modularidade do Unix, a borboleta do Stalman,
	  Torvalds e sei lá o que mais..
<edrx2> borboleta?
<savio_R> Confundi o bug da impressora com a borboleta sei lá de onde...
<edrx2> ah, ta'
<savio_R> Reparei uma coisa: sua acentuação é assim: esta'. Por que?
<savio_R> Você está itemizando a coisa?
<savio_R> Vou fazer um prato de comida e já volto...
<edrx2> estou, mas estou hesitando bastante, por isso tou meio devagar
<edrx2> e' que nem sempre eu recebo acentos direito quando eu uso esse cliente
	de IRC, entao eu me acostumei a escrever sem acentos...
<edrx2> e', esta', nao
<savio_R> voltei
<edrx2> oi
<savio_R> Voltei conversar com você almoçando. Você não vai ligar se eu falar
	  de boca cheia, né?
<edrx2> nao
<edrx2> e se voce melecar o seu teclado eu nao vou nem reparar
<savio_R> A questão dos acentos é problema, ou melhor, a solução de quem usa
	  utf-8. Você não precisa se preocupar com isto. Nós não entendemos
	  eles mas eles nos entendem...
<edrx2> o erc nem sempre entende acentos
<edrx2> e eu nao tive paciencia de entender as entranhas dele, ou de perguntar
	pros desenvolvedores
<savio_R> ERCati...
<savio_R> brincadeirinha..
<savio_R> Respeito o Emacs pra caramba. Apesar de não entender nadinha...
<edrx2> alias, o diogo ta' bem animado pra gente marcar aqueles encontros em
	que eu vou mostrar o basico de emacs e lisp...
<savio_R> Eu também!
<edrx2> e uma amiga minha que tambem e' professora da uerj tambem esta'
<edrx2> oba! deixa so' eu me liberar dos cursos que eu tou dando...
<savio_R> Putz! Já tem cara de curso...
<savio_R> Curso de Emacs com  Edrx...
<savio_R> Se for aí, acabo por te convencer a usar o Sid...
<savio_R> O Emacs dele já é gráfico!
<edrx2> o do woody tambem e'
<edrx2> e eu uso o emacs do cvs tanto aqui quanto num redhat incrivelmente
	primitivo no laboratorio da puc
<edrx2> a interface grafice dele e' muito boa
<savio_R> o do woody é o 21
<savio_R> o do woody é o 21?
<edrx2> 21.2.1
<edrx2> o do CVS e' 21.3.50
<edrx2> alias, voce ja' viu isso aqui? e' so' uma curiosidade, mas...
<edrx2> http://angg.twu.net/elisp/tron.el.html
<edrx2> tem um link pra um .png
<savio_R> O do sid é: 21.3+1-5 0
<edrx2> legal
<edrx2> aqui eu tenho tanto o do cvs quanto o da woody
<savio_R> Voltando: quais são suas hesitações na itemização?
<edrx2> vou juntar o que eu ja' itemizei e pastar aqui...
<savio_R> manda!
<edrx2> 1) Creative Commons
<edrx2> 2) Liberdade em outras áreas
<edrx2>    * conhecimentos tecnicos (e.g., medicina, quimica, marcenaria): com
	o tempo
<edrx2>      tecnicas sao melhoradas e simplificadas
<edrx2>    * nao faz sentido restringir a divulgacao dessas tecnicas
<edrx2> 3) SL
<edrx2>    * Unix:
<edrx2>      * muitas pequenas ferramentas, simples, melhoraveis,
	substituiveis
<edrx2>      * ideias que se tornam mais simples com o tempo
<edrx2>      * comunidade - voce se ve cercado de "contribuicoes", e e'
	natural contribuir
<edrx2> 4) Debian
<edrx2> 5) Debate
<edrx2>  .
<edrx2> viu, ainda nao pus muitos subitens...
<edrx2> voce ja' viu isso aqui?
<edrx2> http://www.gnu.org/philosophy/right-to-read.html
<savio_R> Estou abrindo, espere...
<savio_R> Não sei se pega bem usar este tipo de discurso, ameaçador...
<savio_R> O que acha? Não é melhor ficar em cima de fatos concretos?
<edrx2> esse "right to read" e' uma caricatura
<edrx2> feita pra enfatizar um ponto
<edrx2> num extremo todo o conhecimento e' livre
<edrx2> no outro extremo tudo e' pago
<edrx2> alias a ideia de creative commons e' exatamente essa, nao e'?
<edrx2> "unencumbering"
<savio_R> Traduz, por favor...
<edrx2> como eu estou sem placa de som eu devo estar perdendo metade do barato
	do filminho da CC...
<savio_R> Metade? Sem som não dá...
<edrx2> poder usar coisas sem restricoes e complicacoes...
<edrx2> versus viver com medo de estar violando clausulas legais
<savio_R> Acho que você deve dar um pulinho aqui em casa... Ambiente gráfico,
	  gnome, etc...
<edrx2> e nao ter acesso ao que voce precisa
<edrx2> tambem acho
<edrx2> voce tem o dict-gcide, nao tem?
<savio_R> o que é isto?
<edrx2> PUTZ! :)
<savio_R> Pô! Não vai falar?
<edrx2> apt-get install dict dictd dict-gdcide dict-jargon
<edrx2> ops
<edrx2> apt-get install dict dictd dict-gcide dict-jargon
<savio_R> Espere aí...
<edrx2> depois: dict encumber
<edrx2> me diz quando tiver visto e entendido
<edrx2> ah sim: e apt-get install dict-wn
<savio_R> Não estou entendendo...
<edrx2> sao dicionarios
<savio_R> encumber retornou vazio
<savio_R> São para modo gráfico?
<edrx2> o dict e' pra modo texto
<edrx2> o dictd e' um daemon
<edrx2> e os dict-xxx sao os dicionarios
<edrx2> tenta com alguma outra palavra em ingles
<edrx2> muito estranho
<savio_R> Tenho instalado o stardict, não é a mesma coisa?
<savio_R> stardict - International dictionary for GNOME 2
<savio_R> É bem bacana este. Ligo ele, arrasto o rato na tela e aparece a
	  tradução...
<edrx2> hmm
<edrx2> parece legal
<edrx2> que dicionario ele usa?
<edrx2> acho que o primeiro dicionario serio/grande livre foi um antecessor do
	dict-gcide
<edrx2> um monte de voluntarios bateram a edicao de 1913 do webster, que tinha
	caido em dominio publico
<edrx2> e a partir dai' foram atualizando
<savio_R> Não sei qual usa, deixa eu ver pelo dpkg...
<edrx2> o dicionario do dict-gcide, gzipado, tem 13M
<edrx2> se a gente tivesse algo assim em portugues talvez desse pra reduzir o
	analfabetismo da comunidade SL brasileira :P
<edrx2> que que voce acha da gente deixar o resto da conversa pra depois?
<edrx2> eu tenho homeopata as 19:00hs e ainda nao almocei
<savio_R> Está certo...
<edrx2> ah, perai
<edrx2> adicionei uns itens, vou pastar como a minha lista esta' agora
<savio_R> manda..
<savio_R> Almocei conversando contigo...
ERC> /dcc send savio_r /tmp/palestra-itens.txt
*** DCC: offering /tmp/palestra-itens.txt to savio_r
<edrx2> tou mandando por dcc, ve se funciona...
ERC> 



mldonkey




<edrx2> poder usar coisas sem restricoes e complicacoes...
<edrx2> versus viver com medo de estar violando clausulas legais
<savio_R> Acho que você deve dar um pulinho aqui em casa... Ambiente gráfico,
	  gnome, etc...
<edrx2> e nao ter acesso ao que voce precisa





Unix
  muitas pequenas ferramentas, simples, melhoraveis, substituiveis
  ideias que se tornam mais simples com o tempo

Conhecimento tecnico:

unix e' modular: idem
algoritmos: idem

Unix e' tecnicamente melhor, e muito mais empolgante
espirito de comunidade

algoritmos e modulos do unix: idem





http://mussi.homelinux.org/~elias/cdd.pdf
http://people.debian.org/~tille/debian-med/talks/paper-cdd/debian-cdd.html/index.en.html




<edrx> pronto
<edrx> acabei conversando um bocado com o rafael (o historiador) na quinta
<savio> Ah é?
<savio> Diga...
<edrx> ele deu umas sugestoes pra gente reduzir a intersecao da nossa palestra
       com a dele
<savio> Quais?
<edrx> que a gente reduzisse a parte de debian na nossa palestra e fizesse uma
<savio> uma???...
<edrx> palestra sobre software livre, que seria uma preparacao pra palestra
       dele, que e' sobre o projeto debian...
<savio> Deixe-me ver o nosso arquivo da palestra...
<edrx> eu achei isso legal, porque de qualquer modo a gente ia ter que
       espremer a parte sobre debian em tres ou quatro slides no final
<savio> 1) Creative Commons
<savio> 2) Liberdade em outras áreas
<savio>    * conhecimentos tecnicos (e.g., medicina, quimica, marcenaria): com
<savio>      o tempo tecnicas sao melhoradas e simplificadas
<savio>    * nao faz sentido restringir a divulgacao dessas tecnicas
<savio>    * medicamentos genericos
<savio>    * direitos autorais, bibliotecas
<savio> 3) SL
<savio>    * Unix:
<savio>      * muitas pequenas ferramentas, simples, melhoraveis,
	substituiveis
<savio>      * ideias que se tornam mais simples com o tempo
<savio>      * com
<savio> unidade - voce se ve cercado de "contribuicoes", e e'
<savio>        natural contribuir
<savio>      * surgiu e se desenvolveu nao-comercialmente - a ideia de que
<savio>        software so' surge via investimentos comerciais e' falsa
<savio>      * nada e' uma caixa preta - programa ilegiveis nao sao
<savio>        consertaveis ou previsiveis, e acabam sendo substituidos
<savio> 4) Debian
<savio>    * fiel ao espirito de comunidade - tem regras (DFSG) que proibem
<savio>      comportamento anti-social [reesc
<savio> rever isso!]
<savio>    * qualidade: cada desenvolvedor toma conta de uns poucos pacotes
<savio>      com os quais tem muita intimidade
<savio>    * acessibilidade: facil instalar e desinstalar novos pacotes
<savio>    * facil explorar: facil instalar pacotes-fonte, roda-los
<savio>      passo-a-passo, modifica-los
<savio>    * qualquer um tem acesso a tudo que e' necessario para usar e
<savio>      modificar o sistema - nao e' necessario nem ter acesso a livros
<savio>      com licencas nao-livres
<savio> 5) Debate
<edrx> isso
<savio> Então o item 4 vai pro beleleu...
<savio> Vou entrar na página para ver a programação...
<edrx> se a gente resolver topar a sugestao... porque afinal so' eu estava la'
       na quinta, e como o indiox tava numa situacao estranhissima com a
       palestra dele
<savio> Não entendi...
<savio> O que o indiox tem a ver com isso?
<edrx> (ele nao aparece, ta' ocupadissimo, e quando perguntaram pra ele sobre
       a plaestra dele, isso em varias ocasioes diferentes, a reacao dele foi
       de "putz, e' mesmo... sobre que que e' a minha palestra mesmo?")
<edrx> entao o pessoal tava falando de considerar que a palestra dele nao vai
       existir
<edrx> e eu nao sabia bem como e' que ia ser a nossa situacao
<savio> Não estou encontrando a palestra dele na programação...
<edrx> qdz, o rafael perguntou se havia alguma chance de eu acabar dando a
       nossa palestra sozinho (mesmo que a preparacao seja a dois) e eu disse
       que nao sabia, talvez sim
<edrx> acho que ja' devem ter tirado, entao...
<edrx> e' sobre debian em outros nucles
<edrx> nucleos
<edrx> mas entao
<savio> Ah! Me lembrei...
<savio> Quanto a nossa e a do Rafael, estão muito distantes no tempo. Uma
	deveria seguir a outra...
<savio> Veja na programação.
<edrx> eu pensei o seguinte: a gente comeca com o creative commons e dai' a
       gente vai recuar pra mostrar a origem da ideia...
<edrx> acho que o horario vai ser mudado.
<savio> Lá no CREA vai ter um datashow para vermos o arquivo em flash?
<savio> Se tiver acho que é uma super introdução...
<edrx> sim
<savio> Então beleza...
<savio> Item 1 definido!
<savio> Item 2:
<edrx> entao: algumas pessoas da plateia talvez nao saibam muito bem o que e'
       um programa, entao a gente faz uma introducao rapida a isso... eu tive
       uma ideia bem legal de como apresentar isso:
<savio> Fala...
<edrx> comecar descrevendo uma cena: na cafeteria na Bell Labs um programador
       - deixa eu ate' aproveitar e encontrar o nome dele agora...
<savio> Só para não me perder...
<savio> Isto estaria em que item?
<edrx> no 3... mas talvez o 2 e o 3 se misturem, talvez ate' mudem de ordem...
<savio> Tá, fala da idéia...
<edrx> ok: Brian Kernighan (o programador), Lynn Jelinski (Quimica)
<edrx> estavam conversando na cafeteria da Bell Labs; ela diz: "...e cada
       artigo tem varios diagramas de estruturas moleculares, como esse aqui,
       e cada um da' um bocado de trabalho pra fazer a nanquim..."
<edrx> e o BK diz: "ei, eu acho que eu posso fazer um programa que vai
       facilitar o seu trabalho"...
<edrx> uma semana depois o programa esta' pronto.
<edrx> slide seguinte, uma nocao de como e' um "programa" desses.
<edrx> (um instante, estou trocando o CD)
<edrx> pronto... no inicio as pessoas tinham um sistema que permitia a elas
       especificarem coordenadas e desenhas pontos, retas, e texto...
<edrx> tipo isso aqui
<edrx> BOLINHA 0 1
<edrx> BOLINHA 4 0
<edrx> BOLINHA 1 5
<edrx> BOLINHA 3 4
<edrx> LINHA 0 1 4 0
<edrx> TEXTO -0.5 0 (0,1)
<edrx> etc
<edrx> e do lado uma figurinha do que isso vira
<savio> Não entendi nada...
<edrx> ok, pensa que o slide e' o seguinte
<savio> O que é "BOLINHA"?
<edrx> do lado esquerdo 10 linhas de codigo numa linguagem imaginaria, mas que
       vai ser super facil de entender quando eu explicar
<edrx> BOLINHA x y desenha um "ponto gordo" nas coordenadas x e y
<edrx> LINHA x1 y1 x2 y2 liga esses dois pointos com um segmento
<edrx> TEXTO x y "texto" escreve um texto comecando em certas coordenadas
<edrx> ok?
<edrx> slide seguinte: mesma figura, mas descrita numa linguagem um pouco mais
       poderosa
<savio> Sim, mas aonde entra isso com a conversa dos dois e com o Unix?
<edrx> a questao e': como e' que alguem pode fazer um programa em uma semana?
       o cara fez o autocad? fez o nero? nao - fez algo que no final eram 200
       linhas de codigo no maximo
<edrx> eu quero mostrar como e' que as pessoas faziam uma ferramenta aqui e
       outra ali, e todas se conectavam, e as pessoas seguintes iam podendo
       fazer coisas bem mais compicadas
<edrx> porque essas coisas se tornavam simples pq a maior parte do que ela
       deveriam fazer ja' estava programada
<edrx> ate' aqui tudo bem? isso e' pra ser uns 4 slides e 5 minutos ou menos
<edrx> outra coisa: o que era um "programador" nesse tempo, no ambiente
       academico? o que era o trabalho que eles tinham que fazer pra
       continuarem no emprego?
<savio> Entendi. Você está falando em um cultura de manipulação do
	computador...
<edrx> isso! ...eles tinham que produzir programas que fossem interessantes e
       uteis, que virassem artigos que fossem lidos e citados depois...
<edrx> eles *escolhiam* o que era mais interessante; nao havia patroes
       mandando "faca isso, faca aquilo" (em geral) - mas isso nao e' tao
       central...
<savio> Você desviou muito. Que tal relacionar isto com um item já definido?
<savio> * muitas pequenas ferramentas, simples, melhoraveis, substituiveis
<edrx> entao o ambiente em que esses caras trabalhavam e viviam era um
       ambiente que estava ligado, de todos os jeitos possiveis, com
       tratamento de texto, prepararacao de artigos, preparacao de figuras...
<savio> Você está introduzindo um item novo que seria: cultura de produção de
	software "antigamente"
<edrx> sim, sim - eu desvie pra esse lado na conversa com o rafael pq eu nao
       estava com as minhas anotacoes na hora, mas repara: eu vou estar
       falando na pratica de quais sao algumas dessas ferramentas: no que eu
       mostro um programa chato com todas as coordenadas dadas
       explictitamente, depois um em que os pontos tem nomes, depois um que
       desenha uma estrutura quimica complicada so' com umas 5 linhas
<edrx> eu tou introduzindo - e vou mostrar rapidamente - uma ferramente que
       traduz uma dessas linguagens pra outra, "expandindo abreviacoes" - e e'
       isso que e' uma linguagem de programacao.
<edrx> alias eu encontrei uma citacao do noam chomsky outro dia... mas bom,
       nao ta' facil de achar agora, alguma outra hora te mando.
<savio> Ôpa! Minhas crianças estão reclamando. Tenho que ir pega-las...
<savio> Amanhã estarei de manhã em casa. Pode teclar?
<edrx> uma outra coisa que me ocorreu - um pouco desconectada `a primeira
       vista, mas me pareceu uma imagem legal - e' a seguinte:
<edrx> posso. ainda da' preu terminar so; essa frase?
<savio> Vai...
<edrx> um grupo de criancas jogando bola... a bola fura e alguem faz uma bola
       de meia. ai' aparece um cara bobo, chato, feio e mau, com segurancas
       enormes, e diz:
<edrx> voces me devem xxx, eu tenho a patente da ideia da bola de meia.
<edrx> claro que eu vou avisar que isso e' uma caricatura da situacao
<edrx> se tiver comentarios finais manda, senao fica pra amanha.





O que é um programa? AutoCAD? Como assim, fazer um programa em uma
semana? Em uma hora? 5 minutos?

   trecho 1:
Cena: Kernighan/Jilinski/Chem; em uma semana o programa estava pronto.
Como é que alguém pode fazer um programa em uma semana?
Alguém vai fazer um AutoCAD em uma semana?
Programas são coisas simples. Exemplo: desenhanho um quadrado, versão
chata e versão legal; expandindo abreviações. Diagramas químicos.
Ambiente acadêmico: programadores tinham que fazer coisas
interessantes e úteis e publicar artigos.
Programas editavam texto e produziam figuras.
Os novos programas usavam os programas anteriores.

  Como era a comunidade:
Cultura oral, contato direto; os programadores estão mais envolvidos e
mas ligados uns aos outros, mas não existe uma fronteira clara entre
programadores e não-programadores; se eu faço um programa pra você
você entende o programa. O feedback dos "usuários" ajuda a desenvolver
o sistema.

Diagrama: círculos

  Segurança e transparência
Sobre os detalhes: "Você não precisa saber" - $.
Transparência - citar ESR

  Questoes politicas:
Ponto de vista atual: tudo que existe e' propriedade de alguem.
"xxx e' meu": significado 1: pra voce usar voce vai ter que me pagar
"xxx e' meu": significado 2: eu cuido de xxx (exemplo: filhos, gatos)
"xxx e' meu": significado 3: eu sou o autor de xxx, eu devo ser uma
das pessoas mais adequadas para explicar ou modificar xxx
Responsabilidade? Ética? Qual a importância do dinheiro?

Segurança: rms, emptry password, turismo
Comunidades pequenas, ética, reputação
Segredos; insiders; vender conhecimento.

  trecho 2:
Grupo de crianças jogando bola. Bola de meia.
Pra voce usar voce vai ter que me pagar

Citação do Chomsky (palestra pra matemáticos)

Unix
  muitas pequenas ferramentas, simples, melhoraveis, substituiveis
  ideias que se tornam mais simples com o tempo
Conhecimento tecnico:
unix e' modular: idem
algoritmos: idem
Unix e' tecnicamente melhor, e muito mais empolgante
espirito de comunidade
algoritmos e modulos do unix: idem

Fun factor:
<http://www.catb.org/~esr/writings/taoup/html/ch01s05.html> -

This has real economic significance. The fun factor started a virtuous circle
early in Unix's history. People liked Unix, so they built more programs for it
that made it nicer to use. Today people build entire, production-quality
open-source Unix systems as a hobby. To understand how remarkable this is, ask
yourself when you last heard of anybody cloning OS/360 or VAX VMS or Microsoft
Windows for fun.

The `fun' factor is not trivial from a design point of view, either.
The kind of people who become programmers and developers have `fun'
when the effort they have to put out to do a task challenges them, but
is just within their capabilities. `fun' is therefore a sign of peak
efficiency. Painful development environments waste labor and
creativity; they extract huge hidden costs in time, money, and
opportunity.










1) Creative Commons
2) Liberdade em outras áreas
   * conhecimentos tecnicos (e.g., medicina, quimica, marcenaria): com
     o tempo tecnicas sao melhoradas e simplificadas
   * nao faz sentido restringir a divulgacao dessas tecnicas
   * medicamentos genericos
   * direitos autorais, bibliotecas
3) SL
   * Unix:
     * muitas pequenas ferramentas, simples, melhoraveis, substituiveis
     * ideias que se tornam mais simples com o tempo
     * comunidade - voce se ve cercado de "contribuicoes", e e'
       natural contribuir
     * surgiu e se desenvolveu nao-comercialmente - a ideia de que
       software so' surge via investimentos comerciais e' falsa
     * nada e' uma caixa preta - programa ilegiveis nao sao
       consertaveis ou previsiveis, e acabam sendo substituidos
4) Debian
   * fiel ao espirito de comunidade - tem regras (DFSG) que proibem
     comportamento anti-social [reescrever isso!]
   * qualidade: cada desenvolvedor toma conta de uns poucos pacotes
     com os quais tem muita intimidade
   * acessibilidade: facil instalar e desinstalar novos pacotes
   * facil explorar: facil instalar pacotes-fonte, roda-los
     passo-a-passo, modifica-los
   * qualquer um tem acesso a tudo que e' necessario para usar e
     modificar o sistema - nao e' necessario nem ter acesso a livros
     com licencas nao-livres
5) Debate




O que é um programa? AutoCAD? Como assim, fazer um programa em uma
semana? Em uma hora? 5 minutos?

   trecho 1:
Cena: Kernighan/Jilinski/Chem; em uma semana o programa estava pronto.
Como é que alguém pode fazer um programa em uma semana?
Alguém vai fazer um AutoCAD em uma semana?
Programas são coisas simples. Exemplo: desenhanho um quadrado, versão
chata e versão legal; expandindo abreviações. Diagramas químicos.
Ambiente acadêmico: programadores tinham que fazer coisas
interessantes e úteis e publicar artigos.
Programas editavam texto e produziam figuras.
Os novos programas usavam os programas anteriores.

  Como era a comunidade:
Cultura oral, contato direto; os programadores estão mais envolvidos e
mas ligados uns aos outros, mas não existe uma fronteira clara entre
programadores e não-programadores; se eu faço um programa pra você
você entende o programa. O feedback dos "usuários" ajuda a desenvolver
o sistema.

Diagrama: círculos

  Segurança e transparência
Sobre os detalhes: "Você não precisa saber" - $.
Transparência - citar ESR

  Questoes politicas:
Ponto de vista atual: tudo que existe e' propriedade de alguem.
"xxx e' meu": significado 1: pra voce usar voce vai ter que me pagar
"xxx e' meu": significado 2: eu cuido de xxx (exemplo: filhos, gatos)
"xxx e' meu": significado 3: eu sou o autor de xxx, eu devo ser uma
das pessoas mais adequadas para explicar ou modificar xxx
Responsabilidade? Ética? Qual a importância do dinheiro?

Segurança: rms, emptry password, turismo
Comunidades pequenas, ética, reputação
Segredos; insiders; vender conhecimento.

  trecho 2:
Grupo de crianças jogando bola. Bola de meia.
Pra voce usar voce vai ter que me pagar

Citação do Chomsky (palestra pra matemáticos)

Unix
  muitas pequenas ferramentas, simples, melhoraveis, substituiveis
  ideias que se tornam mais simples com o tempo
Conhecimento tecnico:
unix e' modular: idem
algoritmos: idem
Unix e' tecnicamente melhor, e muito mais empolgante
espirito de comunidade
algoritmos e modulos do unix: idem

Fun factor:
<http://www.catb.org/~esr/writings/taoup/html/ch01s05.html> -

This has real economic significance. The fun factor started a virtuous circle
early in Unix's history. People liked Unix, so they built more programs for it
that made it nicer to use. Today people build entire, production-quality
open-source Unix systems as a hobby. To understand how remarkable this is, ask
yourself when you last heard of anybody cloning OS/360 or VAX VMS or Microsoft
Windows for fun.

The `fun' factor is not trivial from a design point of view, either.
The kind of people who become programmers and developers have `fun'
when the effort they have to put out to do a task challenges them, but
is just within their capabilities. `fun' is therefore a sign of peak
efficiency. Painful development environments waste labor and
creativity; they extract huge hidden costs in time, money, and
opportunity.

















%page
O que é um programa?
%fore "orange", size 7
Hoje em dia:
%%fore "white"
%%
Exemplos: AutoCAD, Windows, jogos
	Complicados
		Custam caro

%% More Programming Pearls, p.91

%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%


mail -s 'texto dos slides' saviodebian@terra.com.br <<'%%%'
%page
	O que é um programa?
		Personagens:
			Brian Kernighan (programador)
			Lynn Jelinski (química)
		Bell Labs, cafeteria, 1983 (?)
		Problema: desenhar estruturas químicas.
			<<<lsd-erowid.png>>>
		Em uma semana o programa estava pronto.
		500 linas de Awk, 70 linhas de Pic
		...e um artigo de 16 páginas
		(Computers and Chemistry, 1987)

%page
	O que é um programa?
		Hoje em dia: M$-Windows, AutoCAD, jogos
		Complicados
		Custam caro
		Quem faz?
			Nerds e profissionais.

%page
	O que é um programa?
		BOLINHA 0 1
		BOLINHA 4 0
		BOLINHA 5 4
		BOLINHA 1 5
		LINHA 0 1 4 0
		LINHA 0 1 4 0
		LINHA 0 1 4 0
		LINHA 0 1 4 0
		TEXTO -0.5 0 "(0,1)"
		TEXTO 3.5 -1 "(4,0)"
		<<<quadrado1>>>

%page
	O que é um programa?
		PONTO A 0 1 "(0,1)" abaixo
		PONTO B 4 0 "(4,0)" abaixo
		PONTO C 5 4
		PONTO D 1 5
		SEGMENTOS A B   B C   C D   D E
		<<<quadrado1>>>

%page
	O que é um programa?
		Idéia-chave: expandir abreviações.
		Editor de texto
		Sistema para desenhar pontos e linhas
		Sistema que expande abreviações		
		"Abreviações" para química
		Listas de abreviações são texto
		Programas são texto

%page
	O que é um programa?
		proc PONTO {nome x y texto posicao} {
		  BOLINHA $x $y
		  TEXTO   $x $y $texto $posicao
		  COORDS $nome $x $y
		}

		PONTO A 0 1 "(0,1)" abaixo

		BOLINHA 0 1
		TEXTO   0 1 "(0,1)" abaixo
		COORDS A 0 1

%page
	Transparência
		Você aparece com um problema.
		Eu faço um programa pra você
		(50 linhas)
		e explico ele em todos os detalhes.
		Você aprende como o sistema de abreviações funciona, etc.
		Bem-vindo ao clube!

%page
	O que era um programador profissional?
		Ambiente acadêmico - pesquisa
		Programas
		Artigos
		Tinham que ser:
			Interessantes
			Úteis
			Claros
			Inovadores

%page
	O conhecimento se acumulava...
		Editor de texto
		Sistema para desenhar pontos, retas e letras
		Abreviaturas (linguagens de programação)
		Diagramas
		Estruturas químicas
		...


%page
	Posse e responsabilidade
		"X é meu" tem vários significados:
		Eu posso usar (exemplo: pincel, carro, panela)
		Eu cuido de X (exemplo: filhos, bichos de estimação)
		Eu sou o autor de X (exemplo: X é um programa), \
			daí eu devo ser uma das pessoas mais adequadas para
			explicar ou modificar X
		Pra usar X você vai ter que me pagar \
			(exemplo: programa comercial)
		Eu posso fazer o que quiser com X \
			(exemplo: terreno de 10,000 Km2 no Pará cheio de \
			madeiras nobres, minérios e uns índios inúteis)

%page
	Posse e responsabilidade
		Ponto de vista atual:
		tudo que existe e' propriedade de alguem.
		"Responsabilidade"? Como assim?
		Dinheiro

%page
	Segurança
		Hoje em dia meu computador tem:
			a minha senha do banco,
			os sites pornôs que eu acesso,
			meu diário (e diário é coisa de menina).
		Se alguém acessa meu computador eu tou ferrado.
		Hoje em dia a gente vive com medo.
		Era mais fácil viver com um subemprego nos anos 60 e 70 \
		  do que hoje em dia.
		Muitas pessoas levavam as suas utopias a sério e \
		  experimentavam estilos de vida alternativos.
		Stallman: vida de monge hippie, dedicação integral à \
		  programação e ao movimento do Software Livre.

%page
	Segurança
		Sistema: ITS (MIT, início da década de 70)
		Qualquer usuário podia ler e alterar qualquer arquivo.
		Pessoas de outras universidades podiam se conectar no \
		  sistema remotamente e fazer o que quisessem.
		Pessoas do MIT podiam ver o que os visitantes estavam fazendo.
		("Espiar por cima do ombro")
		Pessoas podiam ler os e-mails de outras
		Em geral os visitantes entendiam como deviam se comportar.

%page
	Unix
		Surge no meio de toda essa experimentação
		Criado por programadores, sem "ordens vindas de cima"
		Pequeno, modular, prático, claro, modificável
		Feito pra ser mais prático
			Pra tornar os programadores mais eficientes
			Não havia distinção entre programador e usuário
			Era fácil conectar um módulo ao outro
		Feito pra gerar espírito de comunidade

%page
	Unix
		Em poucos anos rodava em vários computadores diferentes, \
		  em vários lugares do mundo
		Os computadores rodavam o sistema distribuído pelo fabricante \
		  e mais o Unix
		(Os fabricantes não davam suporte técnico ao Unix)
		Pessoas usando por hobby
		Grupos de usuários em vários lugares

%page
	Unix
		Haviam usuários mais experientes, mas "todo mundo era \
		  autodidata"
		Você aprendia:
			Lendo os programas e "artigos" dos outros (programas \
			  são texto!)
			Escrevendo os seus programas e "artigos"
			Já havia uma forma primitiva de internet (por telefone)
		O sistema ia incorporando as melhores contribuições
%%%





Minorias
Autodidatas




	Mas não foi sempre assim.







Computadores
Impressoras
Revistas acadêmicas
Discussões
Utopias
Panfletos, etc
Disseminação de informação
Inclusive underground




Discutia-se tudo.
Atitude com relação ao usuário, segurança, etc.



Informação livre
	Notícias
	Denúncias





%%
%fore "red"
%fore "white"

%pause





Responsabilidade? Ética? Qual a importância do dinheiro?



%% Jon Bentley: More Programming Pearls, p.91
%% http://www.cs.pdx.edu/~trent/gnu/groff/122.ps
%% http://cm.bell-labs.com/netlib/typesetting/chem.gz

















#  Local Variables:
#  coding:               raw-text-unix
#  ee-delimiter-hash:    "\n#*\n"
#  ee-delimiter-percent: "\n%*\n"
#  ee-anchor-format:     "«%s»"
#  End: