Quick
index
main
eev
maths
blogme
dednat4
littlelangs
PURO
(GAC2,
λ, etc)
(Chapa 1)

emacs
lua
(la)tex
fvwm
tcl
forth
icon
debian
irc
contact

Áudio da reunião com a ADUFF, 2013dec04

Áudio da reunião com membros da ADUFF no auditório do PURO na 4ª, 2013dec04, das 10:30 às 13:00.

(Para mais material sobre o caso do projeto Petrópolis-Tecnópolis, clique aqui).

Eu transcrevi uma fala minha porque precisei citar o texto dela em outros lugares, mas as falas mais úteis são as do Boechat. Alguém precisa transcrevê-las! =/

0:00 Ana Isabel
0:15 Eblin
8:40 Wanderson
10:10 Boechat
18:02 Eduardo Ochs
19:07 Boechat
20:09 Eronei
34:37 Pedro
38:06 Copetti
43:43 Ernani
47:16 Edinho
50:42 Antônio
56:05 Ana Isabel
1:02:50 Quinet
1:04:48 Boechat
1:06:47 Quinet
1:07:24 Fernando Naufel
1:15:44 Ana Isabel
1:16:24 Fernando Naufel

1:18:07 Eduardo: Eu tava com dificuldade de organizar a minha fala,
  mas depois eu encontrei um modo de fazer ela funcionar direito... eu
  vou pedir licença pra duas coisas: primeiro, pra ser super
  amargo, segundo, pra ser grosso em alguns pontos.

1:18:26 Eduardo: Primeira coisa: como eu sou muito internético e eu
  tenho uma página grande na internet desde 99, eu tou botando
  coisas na internet há muito tempo - fiz um arquivo das
  histórias do PURO, mas aí eu tava tendo ataques de
  depressão com uma certa frequencia, e aconteceram coisas nas
  últimas férias que me fizeram dar um "dane-se" pro PURO, e
  passei a me dedicar só às manifestações do Rio de
  Janeiro, porque lá estavam acontecendo coisas exatamente iguais
  às daqui, só que em grau maior, e as pessoas não estavam
  desistindo,

1:18:50 Eduardo: as pessoas estavam encontrando mais brechas...
  então eu parei de organizar o que estava acontecendo aqui. E,
  como eu tou sempre relendo essas histórias todas, eu posso olhar
  pra vocês e dizer: vocês tão super chocados com o que tá
  acontecendo agora, mas o que tá acontecendo agora não é
  novidade _nenhuma_, o que tá acontecendo agora é simplemente a
  mesma coisa que aconteceu há um mês atrás mas em grau
  maior, que é a mesma coisa que aconteceu há dois meses
  atrás em grau um pouquinho maior, e assim por diante... É que
  nem a história do helicóptero do pó, sabe, você não
  vai transportar direto 450Kg de cocaína num helicóptero de um
  deputado, você testa primeiro transportando meio quilo, depois um
  quilo, se um dia um policial te pegar você vê o quanto ele vai
  cobrar de suborno, essas coisas, aí você vai ajeitando o
  método, e um dia você vê que dá pra transportar 450Kg,
  aí um dia te pegam quando você transportou 450Kg, e o que que
  acontece? Mesmo assim não acontece grande coisa... há um certo
  custo pra fazer com que as emissoras não noticiem, mas talvez o
  custo não seja alto.

1:19:48 Eduardo: Então agora vem a parte mais amarga, que é a
  seguinte. Há muito tempo que eu vejo que nas histórias do PURO
  acontece a mesma coisa: um determinado grupo fala como se fosse ou
  pelo ICT inteiro ou pela UFF inteira. Isso acontece _a toda hora_. E
  quando a gente descobre o que que esse grupo fez a gente fica puto,
  a gente tenta reclamar, mas a gente não consegue fazer grande
  coisa, e aí o grupo vai transportando mais cocaína no
  helicóptero, porque o _custo_ de fazer isso é muito pequeno. A
  sensação que eu tou tendo hoje em dia é que na verdade, com
  a lei que a gente tem hoje em dia, eles _podem_ fazer isso. Isso
  pode ser imoral, isso pode ser _feio_, isso pode ser _ligeiramente_
  ilegal, mas pode ser que o custo disso seja ínfimo e que isso
  (esse modo de funcionar) seja incrivelmente eficiente - eles podem
  perfeitamente estar calculando bem os riscos, e _pode ser_ que daqui
  a 10 anos eles sejam obrigados a, sei lá, pagar uma cesta
  básica - não muito mais do que isso.

1:20:45 Eduardo: Então, às vezes a gente tem ataques de
  otimismo, achando que a lei vai nos salvar, que a lei diz que o que
  eles estão fazendo é ilegal e coisas assim, mas eu acho isso
  neste momento é completamente inútil... e, outra coisa que eu
  desisti foi de pedir ajuda pra ADUFF, porque em muitos desses casos
  eu dizia "tá acontecendo a coisa tal no departamento", e a ADUFF
  dizia, "nós não podemos nos meter em questões
  departamentais"... então ótimo que agora o Boechat tá nos
  ajudando, mas daqui a pouco ele vai esbarrar em alguma coisa que vai
  cair na categoria "questões departamentais", e não vai poder
  nos ajudar - então deixa eu dar uma outra proposta: ao invés
  de dizer que as coisas são fáceis, ou de dar uma
  solução, ou de dizer "daqui a pouco a gente pode abrir o
  processo tal", será que você não pode dar informações
  pra gente, tipo "consultem a lei tal", ou "vai pro lugar tal, copia
  o processo tal, no não-sei-quê de jurisprudência tem um
  processo interessantíssimo..." porque neste momento a gente
  precisa se organizar, e não é só um "se organizar" da gente
  ir pra rua e gritar - e eu acho que nisto tem uma diferença muito
  básica entre os cursos de humanas e cursos de áreas exatas,
  que é que o pessoal de humanas tem muito mais facilidade de
  discutir verbalmente, se mexer e ir pra rua fazer barulho, e o
  pessoal de exatas _tende_ a precisar de mais informações, mais
  coisas escritas, senão eles se sentem até ridículos de
  fazer as coisas com pouca informação. Então acho que a
  gente precisa organizar essa informação que tem, não é
  pra gente ter esperança de que a direção do ICT vai nos dar
  informações porque a especialidade deles é não dar
  informação nenhuma, então a gente já tá pelo menos
  aprendendo a fazer perguntas pra descobrir as informações que
  a gente precisa, mas a gente precisa de ajuda pra se informar mais e
  pra gente descobrir o que a gente pode fazer,

1:22:32 Eduardo: porque uma coisa que a gente aprendeu - no Brasil
  inteiro, agora - é que as coisas não são fáceis, a gente
  põe um milhão de pessoas na rua e o que acontece? Muito pouco
  - em termos "objetivos" o que muda é muito pouco, o que muda, e o
  que é bom, tá num outro sentido, tá no sentido de que as
  pessoas aprendem mais, elas trocam informações umas com as
  outras, elas dormem melhor de noite, e elas ficam sabendo fazer mais
  coisas, ficam menos desesperadas...

1:22:54 Eduardo: mas é muito difícil você conseguir uma
  manifestação que realmente funcione, ou uma CPI que realmente
  funcione, alguma coisa assim... e eu não sei se basta daqui a 10
  anos as pessoas do ICT que estão falando pela gente levarem um
  tapa na mão e pagarem uma cesta básica. É isso.

1:23:30 Ana Isabel
1:23:53 Jancarlo
1:24:15 Danilo
1:27:12 Wanderson
1:32:08 Pedro
1:34:30 Eblin
1:47:21 Edinho
1:49:17 Pedro
1:50:30 Jancarlo
1:50:47 Eblin
1:55:09 Ernani
1:55:20 Eduardo Lopes
1:58:45 Wanderson
1:59:26 Eronei
1:59:54 aluna (não sei o nome)
2:00:16 Boechat
2:01:05 aluna
2:01:30 Boechat
# Pra baixar uma copia local:
wget http://angg.twu.net/audios/2013dec04-aduff.mp3
wget http://angg.twu.net/audios/2013dec04-aduff.html
# Veja:
# http://angg.twu.net/ferramentas-para-ativistas.html#audios