Quick
index
main
eev
maths
blogme
dednat4
littlelangs
PURO
(GAC2,
λ, etc)
(Chapa 1)

emacs
lua
(la)tex
fvwm
tcl
forth
icon
debian
irc
contact

Saia do seu quadradinho

Um zine político sobre o PURO e as greves de 2012. Versão atual em PDF: aqui.

Um trecho:

...que com o fim da Direção do Polo tudo teria que ser dividido formalmente entre as duas unidades, e este e-mail reflete isto - a proposta de divisão inclui laboratórios, o auditório, o anfiteatro e a quadra - mas, por outro lado, o campo assunto do cabeçalho diz "divisão de salas para alocação das turmas do proximo periodo"...

Essa proposta é absurdamente simplista - ela nem leva em consideração que a Engenharia e a Computação quase não têm aulas depois das 18:00hs, mas todas as aulas do Serviço Social são das 18:00 às 22:00... e, se tudo precisa ser dividido, os banheiros do térreo vão ficar com que unidade? E os do andar de cima? E ela também não deixa claras as consequências desta divisão... quais passam a ser os direitos e as responsabilidades de cada unidade sobre as ``suas'' salas? O ICT pode, por exemplo, levar os datashows das suas salas do PURO pra Zen?...


Ele tem uma "parte 1", com idéias gerais, uma "parte 2" (que começa lá pela p.33) sobre os absurdos do PURO, e depois dois apêndices que são textos de outras pessoas (Rodrigo Delpupo e Vladimir Safatle). Agora os zumbis do PURO deixaram claro que não querem discutir nada em público e não querem nem sequer prestar esclarecimentos quando se descobre que as regras que eles inventaram são claramente ilegais (a gente acabava tendo que fingir que era tudo "normal" e "parar de brigar" e "parar de picuinhas que não levam a nada" - sic - enquanto o que eles faziam era só injusto, imoral ou insano)... então tenho distribuído cópias do zine pra que alguma "versão" dos fatos fique pública, e pra que a gente tenha alguma chance de algum dia vir a saber e entender alguma das outras versões...

O zine tem mais de 20 folhas e dá trabalho fazer cada cópia e encaderná-la - preciso fazer na mão os furos com compasso, pôr os grampos e dobrá-los. Se não fosse por isto eu faria zilhões de cópias. (Eu distribuo cópias de graça pra pessoas que sei que vão lê-las e passá-las adiante.)

O zine é feito em LaTeX com esta makefile.

A motivação pra transformar estes textos num zine impresso veio quando eu passei duas tardes na livraria Het Fort van Sjakoo em agosto de 2012. Tem quatro fotos (minhas) da livraria aqui; repare na estante de zines que ocupa uma parede inteira.

Me mande um e-mail!!! eduardoochs@gmail.com